Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Mineiros moçambicanos transferem USD 22,7 milhões entre Abril e Maio de 2011

Cerca de 22,7 milhões de dólares norte-americanos constituem o valor de remessas dos trabalhadores moçambicanos na África do Sul enviado entre os meses de Março e Maio de 2011, segundo o Banco de Moçambique (BM).

O contravalor em meticais foi pago a familiares dos trabalhadores espalhados pelas várias províncias moçambicanas, enquanto em moeda estrangeira serviu para fortificação das reservas internacionais líquidas moçambicanas que, em finais de Maio último, foram no saldo de pouco mais de dois milhões de dólares norte-americanos.

Refira-se, entretanto, que ao longo de 2011 deverão ser recrutados para a África do Sul cerca de dois mil moçambicanos para trabalhar nas áreas agrícolas do grupo económico ZZ2, em Tzanine, província sul-africana do Limpopo, ao abrigo de um acordo assinado entre o grupo sulafricano e o Governo de Moçambique, em 2010.

O recrutamento já arrancou e abrangeu cerca de 200 moçambicanos dos postos administrativos de Mapai e Pafuri, no distrito de Chicualacuala, em Gaza.

A companhia ZZ2 é líder mundial na produção de tomate e tem colaborado na contratação e legalização da mão-de-obra moçambicana.

Em 2010, a ZZ2 legalizou 1291 moçambicanos que trabalhavam sem contratos, após a intervenção do Governo moçambicano e as suas plantações agrícolas empregam cerca de 3500 trabalhadores, dos quais 1200 são moçambicanos, contratualmente legais.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!