Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

MINED vai antecipar matrículas para novos ingressos

O Ministério da Educação tenciona antecipar o processo de matrículas para novos ingressos para o próximo ano lectivo, na sequência de uma decisão tomada pelo Conselho Coordenador, realizado em Chidenguele, província de Gaza, sul de Moçambique.

Geralmente, as matrículas decorrem na primeira semana do mês de Janeiro, mas segundo o porta-voz do MINED, Manuel do Rego, para o ano lectivo 2013 o processo terá lugar entre 1 de Outubro a 31 de Dezembro do corrente ano.

“Esta é prática que veio para ficar no nosso país”, asseverou Manuel do Rego, que falava, Sexta-feira (10) à imprensa no fim do Conselho Coordenador.

Rego explicou que a antecipação do início das matrículas e por um período mais longo visa aumentar o número de crianças matriculadas. Por outro lado, pretende-se dar mais tempo aos intervenientes do sector para organizar o processo. Nos anos anteriores, muitas crianças ficavam de fora devido ao período relativamente curto das matrículas.

A morosidade para reunir toda documentação relevante, tais como certidão, uma situação exacerbada pelo facto de muitas crianças atingirem a idade escolar sem estarem registadas, impossibilitava muitos pais e/ ou encarregados de educação de respeitar os prazos estabelecidos para as matrículas.

“Vamos antecipar o período de matrículas para o próximo ano lectivo. O processo vai iniciar em Outubro e terminará em Dezembro próximo. Vamos aumentar o período para dar mais tempo aos pais e/ou encarregados de educação para juntarem a documentação necessária. Por outro lado, vai permitir que a nossa máquina tenha mais tempo para mobilizar as famílias e as entidades para garantir que todas as crianças com seis e sete anos possam ser matriculadas”, explicou.

Rego não revelou o número de crianças a ser matriculadas, porque ainda decorre o processo de avaliação. No presente ano, foram matriculados pouco mais de um milhão de alunos na primeira classe.

“Prevê-se um aumento de alunos em todos os níveis de ensino em 2013, embora estejamos a registar desde 2011 um abrandamento do crescimento de alunos que se matriculam, particularmente no ensino primário. Ainda estamos a avaliar para saber os números exactos”, frisou.

Para responder a demanda de novos ingressos, cerca de 500 escolas de aula en- trem em funcionamento no próximo ano.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!