Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Millenium bim lidera o ranking do sector bancário

Depois de ocupar o primeiro lugar em 2007, a empresa Millenium bim manteve a liderança do sector bancário no que respeita ao valor dos activos totais, créditos, depósitos e lucro líquido, segundo os dados apresentados oficialmente, no passado dia 17 do ano em curso, resultantes da pesquisa sobre o sector bancário em Moçambique referente ao exercício económico de 2008.

Em relação a 2007, as três primeiras posições no ranking dos bancos no que se refere ao valor do activo não se alteraram em 2008. O Banco Internacional de Moçambique manteve a liderança do sector com cerca de 35 milhões de meticais, seguido do Banco Comercial e de Investimentos e do Standard Bank com um pouco mais de 23 e 21 milhões de meticais, respectivamente. 

Em termos gerais, o activo agregado da banca moçambicana em 2008, quando comparado com o ano de 2007, cresceu 24% perfazendo um total de 98,252,027 milhares de meticais contra os 79,397,651 verificados em 2007, não obstante o comportamento desfavorável no mercado financeiro internacional.

Este crescimento foi motivado pela evolução da carteira agregada de crédito e incremento da carteira de títulos. Os quatro maiores bancos do país, nomeadamente BIM, BCI, Standard Bank e Barclays Bank Moçambique, detêm cerca de 90.2% do total dos activos agregados do sector, enquanto 9.8% são detidos pelos restantes bancos.

Estas são algumas das conclusões da “Pesquisa sobre o Sector Bancário em Moçambique” desenvolvida pela KPMG Auditores & Consultores, em parceria com a Associação Moçambicana de Bancos (AMB), junto de 14 instituições bancárias a operar no mercado moçambicano. A pesquisa teve como base a análise dos dados referentes ao exercício financeiro do ano 2008.

Para além dos activos, foi analisado o Crédito tendo sido observado um crescimento na ordem de 42% quando comparado com 2007, atingindo, assim, 43 milhões de meticais. Este aumento do crédito à economia está associado à procura por crédito, tanto pelas empresas assim como por particulares; aumento de projectos de investimento e, por fim, o desinvestimento das aplicações no mercado estrangeiro. No que toca a Depósitos Totais, conclui-se que em 2008 os depósitos agregados do sistema atingiram 75,963,020 meticais, representando um crescimento de 20%.

E, finalmente, em relação à Rendibilidade o crescimento dos lucros líquidos foi de 16.95%, totalizando 3,128,321 milhares de meticais. Relativamente ao ranking dos bancos por ordem decrescente do Crédito em 2008, destaca-se o BIM que manteve a liderança, seguido do BCI e do Standard Bank.

E no top de Depósitos, em relação a 2007, assiste-se a uma alteração na segunda posição, ou seja, o lugar que era ocupado pelo BCI passou para o Standard Bank que ocupava o terceiro lugar. No ranking referente ao lucro líquido em relação ao ano anterior não houve mudanças, pois o BIM voltou a ocupar o primeiro lugar, seguido do Standard Bank e do BCI.

Refira-se que, à semelhança das outras pesquisas realizadas pela KPMG, esta teve como objectivo contribuir para uma maior transparência e confiança no seio dos agentes económicos em Moçambique.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!