Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Messi conquista a Bola de Ouro pela quarta vez

O argentino Lionel Messi, de 25 anos, ganhou nesta segunda-feira pela quarta vez consecutiva o prémio de melhor jogador de futebol do mundo, um feito inédito. A Bola de Ouro da Fifa coroa um ano notável para o atacante do Barcelona, em que ele marcou 91 golos, recorde na história do desporto num só ano.

O atacante português Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, ficou em segundo lugar na votação. É a terceira vez que ele fica nessa posição, depois de ganhar o troféu em 2008. O espanhol Andrés Iniesta, também do Barcelona, ficou em terceiro lugar.

Embora a Espanha domine o futebol mundial nos últimos anos, o país continua sem ter um jogador na lista dos melhores do mundo.

“É incrível ganhar pela quarta vez consecutiva, sensacional”, disse Messi. “Quero partilhar isso com meus colegas do Barcelona e com meus colegas da seleção argentina.”

O treinador da seleção espanhola, Vicente del Bosque, foi eleito o melhor técnico do ano, refletindo a conquista da Eurocopa de 2012. Os seus principais rivais na disputa eram José Mourinho, do Real Madrid, e Pep Guardiola, ex-Barcelona. Ao receber o prémio, Del Bosque homenageou os treinadores que teve durante a sua carreira como jogador e pediu a colegas e atletas que tenham um comportamento mais adequado.

“Acho que todos no futebol temos um fascínio pelo jogo, queremos o mesmo, mas queremos defender o futebol, cuidar dele e nos comportar conforme a mais elevada ética e a melhor conduta pessoal”, declarou.

Messi já havia sido eleito o melhor do mundo pela Fifa em 2009. No ano seguinte, o prémio foi fundido à Bola de Ouro, anteriormente concedido pela revista France Football. Messi venceu a nova versão em 2010 e 2011.

A “equipa do ano” de 2012 foi dominada por jogadores do Campeonato Espanhol. Ela é composta por Iker Casillas na baliza, Dani Alves, Gerard Piqué, Sergio Ramos e Marcelo na defesa; Xabi Alonsi, Xavi e Andrés Iniesta no meio campo; e Messi, Radamel Falcao e Cristiano Ronaldo no ataque.

O prémio do golo mais bonito do ano, categoria em que o brasileiro Neymar concorria, foi entregue ao eslovaco Miroslav Stoch, do Fenerbahce, pelo golo marcado de bicicleta na entrada da área contra o Genclerbirligi, pela Superliga Turca.

O alemão Franz Beckenbauer recebeu um prémio da presidência da Fifa pelos serviços prestados ao futebol.

Entre as mulheres, a norte-americana Abby Wambach foi eleita a melhor do mundo, primeira atleta dos Estados Unidos a receber o prémio desde 2002.

A sueca Pia Sundhage, campeã olímpica dirigindo a equipa norte-americana, foi escolhida a melhor treinadora do futebol feminino.

A seleção do Uzbequistão foi apontada como a equipa de maior “jogo limpo” por seu comportamento no conjunto das competições asiáticas.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!