Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Messi conquista a Bola de Ouro pela quarta vez

O argentino Lionel Messi, de 25 anos, ganhou nesta segunda-feira pela quarta vez consecutiva o prémio de melhor jogador de futebol do mundo, um feito inédito. A Bola de Ouro da Fifa coroa um ano notável para o atacante do Barcelona, em que ele marcou 91 golos, recorde na história do desporto num só ano.

O atacante português Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, ficou em segundo lugar na votação. É a terceira vez que ele fica nessa posição, depois de ganhar o troféu em 2008. O espanhol Andrés Iniesta, também do Barcelona, ficou em terceiro lugar.

Embora a Espanha domine o futebol mundial nos últimos anos, o país continua sem ter um jogador na lista dos melhores do mundo.

“É incrível ganhar pela quarta vez consecutiva, sensacional”, disse Messi. “Quero partilhar isso com meus colegas do Barcelona e com meus colegas da seleção argentina.”

O treinador da seleção espanhola, Vicente del Bosque, foi eleito o melhor técnico do ano, refletindo a conquista da Eurocopa de 2012. Os seus principais rivais na disputa eram José Mourinho, do Real Madrid, e Pep Guardiola, ex-Barcelona. Ao receber o prémio, Del Bosque homenageou os treinadores que teve durante a sua carreira como jogador e pediu a colegas e atletas que tenham um comportamento mais adequado.

“Acho que todos no futebol temos um fascínio pelo jogo, queremos o mesmo, mas queremos defender o futebol, cuidar dele e nos comportar conforme a mais elevada ética e a melhor conduta pessoal”, declarou.

Messi já havia sido eleito o melhor do mundo pela Fifa em 2009. No ano seguinte, o prémio foi fundido à Bola de Ouro, anteriormente concedido pela revista France Football. Messi venceu a nova versão em 2010 e 2011.

A “equipa do ano” de 2012 foi dominada por jogadores do Campeonato Espanhol. Ela é composta por Iker Casillas na baliza, Dani Alves, Gerard Piqué, Sergio Ramos e Marcelo na defesa; Xabi Alonsi, Xavi e Andrés Iniesta no meio campo; e Messi, Radamel Falcao e Cristiano Ronaldo no ataque.

O prémio do golo mais bonito do ano, categoria em que o brasileiro Neymar concorria, foi entregue ao eslovaco Miroslav Stoch, do Fenerbahce, pelo golo marcado de bicicleta na entrada da área contra o Genclerbirligi, pela Superliga Turca.

O alemão Franz Beckenbauer recebeu um prémio da presidência da Fifa pelos serviços prestados ao futebol.

Entre as mulheres, a norte-americana Abby Wambach foi eleita a melhor do mundo, primeira atleta dos Estados Unidos a receber o prémio desde 2002.

A sueca Pia Sundhage, campeã olímpica dirigindo a equipa norte-americana, foi escolhida a melhor treinadora do futebol feminino.

A seleção do Uzbequistão foi apontada como a equipa de maior “jogo limpo” por seu comportamento no conjunto das competições asiáticas.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!