Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

No 4º Dia da greve médicos moçambicanos cada vez mais fortes

Os médicos estão cada vez mais fortes. No princípio da manhã, desta quarta-feira, os médicos reuniram-se no Jardim Nangade. Cerca de 300 médicos e alguns especialistas disseram sim ao chamamento da Associação Médica de Moçambique.

Quem passasse pelo Jardim Nangade, na manhã desta quarta-feira, poderia acreditar que a Assembleia da República funcionasse naquele espaço e que estávamos no dia do Informe Anual do Presidente da República. O cordão policial incomum, montado na cintura do Nangade, é disso uma mostra gratuita.

Às 8horas já estavam mais de 50 médicos no local. Porém, muito cedo ficou claro que adesão ao chamamento seria superior ao do segundo dia da greve. Num espaço de uma hora, @Verdade contou 303 médicos no local, entre estudantes finalistas, médicos de clinica geral e especialistas.

Ao contrário do que tem sido noticiado pelos órgãos públicos e certa imprensa a greve continua e está cada vez mais forte. A presença de médicos especialistas é disso uma prova.

Para mostrar a firmeza do movimento, o Dr. Arroz usou uma metáfora para ilustrar o sentido da missão. Pegou num pau e partiu ao meio. Foram ficando pequenos pedaços até que foi impossível quebrar.

“Eles podem nos destruir se não estivermos unidos. Separados somos fracos, mas todos juntos somos muitos e inquebráveis”, referiu.

Enquanto o Dr. Arroz discursava, a polícia literalmente armada circulava pelas cercanias do jardim. Amanhã os médicos vão se reunir no Circuito de Manutenção António Ripinga, ao lado do Gabinete do primeiro ministro.

 

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!