Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

MDM refere crimes específicos

MDM refere crimes específicos

O MDM também cita uma série de acções específicas no domínio penal envolvendo pessoas identificadas, que podem ser processadas:

? Na assembleia de voto 2108, Escola Primária Completa (EPC) de Mussolo Novo, Nicoadala, o edital foi alterado depois de ter sido escrito, mudando 810 votos a favor Daviz Simango para apenas 15. O presidente da assembleia de voto recusou-se a aceitar o protesto, que já foi apresentado à comissão eleitoral do distrito.

? Na assembleia de voto 623, Escola Primária Samora Machel em Mafambisse, Sofala, o MDM diz que flagrou a presidente da assembleia de voto, Sra. Eufrásia, e um professor chamado Conde a colocar boletins de voto extra na urna. A polícia foi chamada para responder ao tumulto que daí resultou.

? Na EP1 – Monzue, Savane, Dondo, Sofala, o secretário do partido Frelimo foi autorizado a votar por duas pessoas que ele disse estarem doentes.

? Recusa pelos presidentes das assembleias de voto em aceitar protestos em Lichinga, Niassa e Pebane, Zambézia.

? Na assembleia de voto 0056 na EPC do Esturro, Beira, um membro da assembleia de voto apenas identificada como Teresinha, foi apanhada a colocar uma marca de tinta extra em 124 boletins de Daviz Simango, para os invalidar:

 

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!