Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Maputo província alcança uma produção de 72.7 biliões

A produção global da província de Maputo atingiu 72.7 biliões de meticais (pouco mais de dois biliões de dólares americanos) até Setembro último, o equivalente a 77,6 por cento de cumprimento do plano aprovado para o ano de 2010. Comparativamente a igual período de 2009, aquele montante representa um crescimento de 21.2 por cento.

 

 

Estes dados foram apresentados, Segunda-feira, pela governadora da província, Maria Jonas, na conferência de imprensa destinada a apresentar o balanço das realizações do governo nesta parcela do país.

Segundo a governadora, os sectores que contribuíram com maior peso na produção global são os de indústria, com 30 por cento, de transportes e comunicações (14.1) e agricultura (13.6).

Contudo, o sector familiar da agricultura foi afectado negativamente pela seca registada na primeira época da campanha 2009/2010.

Neste contexto, a província produziu 3.529.326 toneladas de culturas diversas, o correspondente a 67 por cento de cumprimento do plano, até Setembro.

Maria Jonas explicou a jornalistas que as condições climatéricas desfavoráveis resultaram no decréscimo de produção em 16 por cento, pois, apenas o sector empresarial, que não depende das chuvas, é que conseguiu um bom desempenho.

Na campanha em referência foram disponibilizadas um total de 1.239 toneladas de sementes de diversas culturas alimentares, representando 100 por cento de cumprimento do plano e 57 por cento de crescimento em relação à campanha anterior.

No que diz respeito a mecanização do sector agrícola, a província de Maputo adquiriu oito tractores agrícolas, três autocombinadas, cinco motocultivadoras e 11 motobombas, um cumprimento do plano em 100 por cento.

Esta quantidade de maquinaria agrícola, de acordo com a governadora, é fruto dos investimentos substanciais no âmbito do Plano de Acção para a Produção de Alimentos (PAPA), o que resultou num crescimento em 625 por cento se comparado a igual período da campanha anterior.

Na mesma altura, a província adquiriu 304 bovinos com os respectivos implementos, para o fomento da tracção animal nos distritos de Manhiça, Moamba, Namaacha, Matutuine e Boane, contra 271 bovinos alocados em 2009.

Igualmente, foram adquiridos e disponibilizados ao Sector Familiar 377 bovinos de reprodução, contra 786 do ano anterior.

Relativamente ao Sector de Indústria, Comércio e Turismo, segundo Maria Jonas, a produção atingiu 50.1 milhões de contos, o correspondente a 85,2 por cento da meta e um crescimento de 30 por cento em relação ao ano anterior.

No mesmo período foram licenciados 862 estabelecimentos de actividades industriais, comerciais e de turismo.

No sector de Energia há a destacar o facto de terem sido feitas 15.377 novas ligações de energia, nalguns casos, os beneficiários incluem localidades e povoações.

O transporte de carga, por sua vez, cresceu na ordem 25 por cento, tendo sido transportadas 2.907 mil toneladas contra 2.334 mil toneladas de 2009.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!