Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Mamparra da semana: Policia da República de Moçambique

Mamparra of the week: Saqueadores do Estado moçambicano

Meninas e Meninos, Senhoras e Senhores, Avôs e Avós

O Mamparra desta semana é atribuído à Policia da República de Moçambique que, num acto sem igual, foi prender Jorge Arroz, o líder máximo da Associação Médica de Moçambique . A mamparrada, com requintes de masoquismo, que roça a arrogância, deve ter sido decidida ao nível mais alto.

Aqui não se pretende legitimar o direito à não assistência médica, nem aplaudir o direito à greve, algo constitucionalmente consagrado. Pretende-se mas é elevar ao escalão de Mamparra os (próprios) mamparras que andam por cima da lei.

Estaremos nós a viver num Estado policiado?

É a nossa Polícia servil do Governo (do Polícia) do Dia?

É o Doutor Jorge Arroz o mais criminoso deste País?

São os médicos deste nossa linda Pérola do Índico uns marginais?

A quem favoreceu a mamparrada da prisão do líder de umas das organizações que lutam por uma causa legítima?

Um pais não se constrói com uma polícia anti-direitos constitucionais consagrados na Lei Mãe (Constituição da República).

Os métodos do senhor mais alto dessa instituição, chamada polícia, cuja vocação é a defesa e segurança da ordem pública, não é prender, mas sim educar, fazer valer a lei e, sobretudo, fazê-la funcionar.

Aonde estamos a ir nesta “policiada” com retoques Frelomoleques?

Ao som do caril de patos?

Ou dos minerais que não se comem?

Ou dos apóstolos da desgraça?

Os dos tagarelas?

Ou ainda seremos aconselhados a continuar a irritá-los?

A vítima terá que ser necessariamente o Dr. Arroz?

Basta deste tipo de mamparras.

O País não merece, a sociedade não merece, as crianças de hoje e senhores do amanhã não merecem serem ofendidas por este tipo de mamparrices feitas com o dinheiro dos nossos impostos.

Mamparra, Mamparra, Mamparra!!!

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!