Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Malásia proíbe aos católicos que escrevam o nome de Alá

O Alto Tribunal da Malásia suspendeu esta quarta-feira a autorização concedida a um jornal católico local para escrever o nome “Alá”, depois que o governo evocou a ameaça de tensões interreligiosas em um país de população majoritariamente muçulmana.

A mesma instância havia considerado na semana passada que o Herald Weekly tinha o direito de escrever o nome. Mas o governo alegou em seguida uma decisão do Alto Conselho Nacional, de maio de 2008, que estipulava que o nome só pode ser utilizado na Malásia pelos muçulmanos.

O diretor do Herald Weekly, o padre Lawrence Andrew, denunciou uma campanha de intimidação contra sua publicação. “Somos malaios e desejamos viver em paz”, afirmou. O Herald Weekly é publicado em quatro idiomas e tem uma tiragem de 14.000 exemplares, em um país que conta com 850.000 católicos, mas cuja população é de 60% de muçulmanos.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!