Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Mais uma morte abala Inhambane em menos de um mês

Um líder comunitário do primeiro escalão, cuja identidade não apurámos, matou-se com recurso a uma corda, na semana passada, no distrito de Massinga, província de Inhambane, supostamente para evitar o sofrimento a que estava sujeito, há pelo menos três anos, devido à doença.

A desgraça aconteceu na localidade de Malamba. Segundo apurou o @Verdade, a família do finado disse às autoridades policiais que o seu ente querido já ameaça pôr um fim à sua vida, alegadamente porque a sua saúde não melhorava, pese embora medicasse.

Esta é a terceira morte que ocorre em Inhambane em menos de um mês. A 21 de Março último, em Massinga, em jovem de 31 anos de idade foi detido, acusado de assassinar o próprio pai, supostamente porque o enfeitiçava.

O caso deu-se na localidade de Chicomo, onde o indiciado recorreu a um pau, com o qual desferiu duros golpes contra o progenitor e depois pendurou o cadáver num cajueiro, através de uma corda, para que se pensasse que a vítima se suicidou.

Dias antes deste homicídio, o secretário do círculo e a esposa do líder comunitário da sede distrital de Funhalouro, na província de Inhambane, foram assassinados com recurso a uma arma de fogo por pessoas ainda desconhecidas.

O assassinato aconteceu na localidade de Mavume.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!