Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Mais um idoso estupra neta de apenas três anos em Manica

A Polícia da República de Moçambique (PRM), em Manica, deteve mais um adulto, suspeito de abusar sexualmente da sua própria neta, de três apenas anos idade, na cidade de Chimoio. É o segundo caso divulgado pelas autoridades, este ano, volvidas mais de duas semanas, numa província onde há cada vez mais crianças a serem desonradas.

Trata-se de um homem de 53 anos de idade, que, segundo Mateus Mindú, porta-voz do Comando Provincial da PRM, naquele ponto do país, é avô da vítima e o crime aconteceu no último fim-de-semana.

Este é um dos episódios que sugerem que o abuso sexual é promovido por pessoas próximas e parentes das vítimas. O suposto estuprador foi denunciado pela própria mulher. Esta disse que o seu marido violentou a neta no quarto desta.

A senhora, que é avó materna da miúda, apurou o @Verdade, disse ainda que não tem ideia de quantas vezes o abuso pode ter acontecido até ser descoberto. Porém, ela nunca imaginou que o esposo fosse capaz de cometer tal crime.

A mulher explicou que a vítima apresentava corrimento nos órgãos genitais e decidiu levá-la a uma unidade sanitária, onde se revelou que a neta sofreu abuso sexual.

De acordo com ela, não suspeitava de mais ninguém, senão do próprio marido, por ser o único que tem ficado mais tempo com a menina.

O homem refutou as acusações que pesam sobre si, mas a Polícia disse que os exames médicos e as declarações da esposa são contundentes para se manter a detenção, enquanto prosseguem outras averiguações necessárias.

Os abusos sexuais de meninas são uma prática cada vez mais comum em Manica e a detenção de um e outro acusado, na sua maioria idosos, não demove os promotores.

Na primeira semana de Janeiro prestes a findar, a PRM recolheu aos calabouços um homem de 60 anos por abuso sexual a duas crianças de 10 anos de idade, em Manica. A par de Nampula, naquela província, os casos de estupro de crianças são frequentes.

Para lograr os seus intentos, as vítimas foram aliciadas com dinheiro e rebuçados. Uma das miúdas contou que o seu ofensor disse que se ela revelasse aos pais o que lhe tinha feito iria bater nela.

Em 2018, vários outros casos de agressão sexual contra menores foram reportados pela Polícia, um dos quais em Novembro, envolvendo um ancião de 77 anos de idade, indiciado de violar sexualmente uma criança de 10 anos de idade, na cidade de Chimoio.

À vítima, o estuprador, também devidamente identificado pelas autoridades policiais, prometeu dinheiro.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!