Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Mais de três milhões de camponeses servidos por um milhar de extensionistas

Moçambique possuiu 3.6 milhões de camponeses assistidos por apenas 1.100 extensionistas, contra 14 mil necessários para responder ao desiderato de aumento de produtividade e produção, o que significa que se persistir a falta de soluções para este problema as expectativas de geração de renda familiar por parte dos machambeiros podem fracassar.

O director nacional de Extensão Rural, Fernando Mavie, reconheceu, esta terça-feira (01), em Nampula, no decurso da XIX Reunião Anual de Extensão Agrária, que o país enfrenta problema nesta área e não garante a assistência agrária necessária aos agricultores e estes não atingem os seus objectivos de produção. Entretanto, a solução não está para breve supostamente devido à exiguidade de fundos.

No encontro que junta técnicos da Direcção Nacional de Extensão Agrária, Serviços Provinciais de Extensão do país, extensionistas, produtores e parceiros de cooperação reflectir-se-á sobre a elaboração de estratégias de melhoria dos níveis de produção e produtividade, sobretudo da agricultura familiar. Pretende-se, ainda, melhorar a qualidade dos produtos que geram renda no seio das famílias, nomeadamente o milho, o arroz, o feijão, a batata-doce de polpa alaranjada e o amendoim.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!