Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Mais de quatro mil empregos em risco na província do Maputo

Cerca de quatro mil assalariados das empresas produtoras de banana para consumo doméstico e para exportação, localizadas na província do Maputo, poderão perder os seus postos de trabalho caso a doença da mosca da fruta, tecnicamente denominada pela designação Bactrocera Invadens, venha a afectar o produto.

A doença está, desde 2008, a atacar uma variada gama de fruta das regiões Centro e Norte de Moçambique “e a qualquer altura poderá alastrar-se para o Sul do país”, segundo António Gomes, representante do sector privado no grupo multissectorial de trabalho criado pelo Governo para prevenção e combate contra a doença.

Gomes estimou, entretanto, em cerca de 30 milhões de dólares norte-americanos o valor de investimentos realizados pelas firmas produtoras de banana, na província do Maputo, para garantir o fornecimento do produto ao mercado doméstico e para exportação.

Vespas entram em cena

Entretanto e num esforço visando prevenir o alastramento da doença para o Sul do país, a Direcção Nacional dos Serviços Agrários acaba de introduzir na região vespas consumidoras da mosca responsável pela destruição da fruta, segundo o respectivo director nacional, Mohomed Valá.

Refira-se, entretanto, que a Bactrocena Invadens foi detectada, pela primeira vez, no distrito de Cuamba, na província do Niassa, em 2007, tendo já se alastrado para Cabo Delgado, Nampula, Manica, Sofala e Zambézia.

A situação faz com que a fruta daquelas províncias não esteja a ser exportada para a África do Sul e Zimbabué por estar afectada pela doença.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!