Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Maior e mais caro cruzeiro do mundo zarpará da Finlândia

Maior e mais caro cruzeiro do mundo zarpará da Finlândia

Os amantes dos cruzeiros poderão sonhar a partir desta quarta-feira com uma viagem no maior e mais caro navio de todos os tempos, o “Oasis of the Seas”, um verdadeiro parque de diversões flutuante e que será batizado na cidade báltica de Turku pelo estileiro finlandês STX.

Com um custo de 900 milhões de euros, este gigante dos cruzeiros encomendado à STX pela companhia americana Royal Caribbean tem capacidade para 6.360 passageiros e 2.000 tripulantes. O navio tem 360 metros de comprimento por 47 metros de largura, 65 metros de altura acima da linha de flutuação e 16 conveses. Suas medidas exageradas deixaram para trás o “Freedom of the Seas”, que até então era considerado o maior navio de cruzeiros do mundo.

A STX Finlândia, filial da construtora naval sul-coreana STX, entregará a encomenda da Royal Caribbean em uma cerimônia de batismo no porto de Turku, sudoeste da Finlândia. Uma vez na água, o “Oasis of the Seas” atravessará o oceano Atlântico para chegar à costa leste dos Estados Unidos, de onde partirá para seu primeiro cruzeiro turístico, no dia 1º de dezembro, saindo de Fort Lauderdale, na Flórida, e indo até o Haiti.

Segundo a Royal Caribbean, este gigante é o “barco mais inovador e original que existe atualmente, com áreas de lazer que são como pequenos povoados de praia”. Destinado tanto a famílias quanto à terceira idade, público habitual dos cruzeiros, o “Oasis of the Seas” pretende ser um parque de atrações, indo além do conceito de navio de cruzeiro tradicional que navega de uma escala a outra. Em entrevista publicada no site da companhia, o presidente da Royal Caribbean, o americano Richard Fain, de 62 anos, explica que é falsa a imagem do rico aposentado que toma sol na beira da piscina no convés do navio. “A média de idade de nossos passageiros é de 44 anos. Eu não chamaria isso de ser velho, né?”, brinca Fain.

Entre as novidades que o “Oasis of the Seas” propõe estão uma piscina de ondas para a prática do windsurf, um muro de escalada e toda uma série de atividades para que os passageiros possam permanecer a bordo do navio durante todo o cruzeiro se assim preferirem. Os passageiros também poderão assistir apresentações de musicais e espetáculos de patinação no gelo. Árvores de verdade farão sombra em todos os espaços públicos do navio, que representam 40% de sua superfície total – o que também é um recorde, segundo a Royal Caribbean.

Mas, como tamanho também pode ser um problema, o “Oasis of the Seas” foi construído com chaminés retráteis, para permitir que o navio passe por debaixo das pontes que cruzam os estreitos dinamarqueses no caminho para chegar ao Atlântico. A Royal Caribbean encomendou o “Oasis of the Seas” em 2006. Em 2007, pediu um navio gêmeo, o “Allure of the Seas”, que será entregue em 2010.

No entanto, mesmo com todo o luxo e as novidades, a crise econômica golpeou brutalmente o setor marítimo. Em consequência disto, ainda há vagas disponíveis para a viagem inaugural de quatro dias do novo gigante dos mares.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!