Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Má conduta de novo na Ilha

Tal como aconteceu no ano passado, tem havido vários relatos de má conduta na Ilha de Moçambique nestas eleições, incluindo um certo número deles referindo enchimento de urnas:

? Uma assembleia de voto fechou as portas durante a tarde e quando reabriu foi possível ver membros das mesas colocando boletins de voto na urna.

? Noutra mesa de voto, durante a contagem, um membro do pessoal foi visto a marcar nomes no caderno eleitoral para aumentar o número oficial dos que votaram e permitir assim contar mais boletins de voto.

? Num caso, os membros da mesa de voto que procediam à contagem, depararam-se com um molho de boletins que ainda estavam colados, como se tivessem sido tirados da caixa de boletins de voto num maço. Sem comentários, o presidente da mesa separou os boletins e depois contou-os. Várias mesas de voto foram vistas com delegados da Frelimo em vez de membros das mesas de voto a controlar a porta e a decidir quem ia votar.

Há ainda um certo número de relatos de confusão, aparentemente intencional, a ser criada nas filas, especialmente de idosos (que se acredita votarem mais pela Renamo) a serem empurrados para fora das filas e mandados para casa. Os relatos de má conduta na Ilha de Moçambique nestas eleições são muito semelhantes à má conduta generalizada que se verificou aqui nas autárquicas, no ano passado.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!