Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Lusomundo quer renovar o gosto pelo cinema na Matola

Numa altura em que assistir a filmes, numa sala de cinema, tornou-se numa utopia, para a sociedade moçambicana, devido a alienação das casas de cinematografia, em todo o território nacional, a Lusomundo Moçambique lançou, na pretérita quinta-feira (17), na cidade da Matola, concretamente no Parque dos Poetas, três salas de cinema 3D, cujo objectivo é restituir o gosto pela sétima arte.

Trata-se de um projecto com capacidade para albergar cerca de 700 pessoas. Para além disso, as salas dispõem, ainda, de 50 colunas de som digital, com ecrãs de grandes dimensões e de alto brilho – o maior deles com 90 m2, o que equivale a cerca de 30 LCD’s de 40 polegadas.

À semelhança das outras salas da Lusomundo, sitos no Hiper Maputo, as sessões dos filmes serão feitas todos os dias, mas com particular enfoque para os finais de semana, com exibições para todas as preferências e idades.

No entanto, de acordo com os representantes da Lusomundo, erguer novas salas na Matola, visa, até certo ponto, renovar o gosto pela sétima arte e o convívio nas salas de cinema, onde, por sua vez, criam-se amizades e momentos desconcentrantes.

O complexo integra áreas VIP e tem capacidade para receber outros eventos como, por exemplo, conferências de empresas e festas de aniversários. No entanto, com esta abertura, a Lusomundo Moçambique passará a disponibilizar cinco salas de cinema no país, em dois complexos, que tornarão a vida dos amadores da sétima arte facilitada.

De referir que a cidade da Matola contava, antes do espaço Lusomundo, com três salas de Cinema, nomeadamente, o Cine Matola, o Machava e o Cinema 700, ambos em inactividade.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!