Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Lobo instalará Comissão da Verdade para investigar golpe em Honduras

O presidente hondurenho Porfirio Lobo instalará na quinta-feira uma Comissão da Verdade, que, com a ajuda da Organização de Estados Americanos (OEA), investigará o golpe de Estado de 2009, que depôs o então presidente Manuel Zelaya.

Víctor Rico, assessor político do secretário geral da OEA, José Miguel Insulza, e o ex-vice-presidente guatemalteco Eduardo Stein chegaram a Honduras para auxiliar no processo de montagem da comissão. Sob críticas de empresários hondurenhos, que apontam a atitude pró-Zelaya de Insulza durante a crise política no país, Rico afirmou que “a OEA não vai formar a Comissão da Verdade”, porque “essa é uma responsabilidade do governo presidido por Lobo”.

“Nós vamos apoiar, vamos colaborar em tudo aquilo que, para o governo de Honduras, seja útil e positiva nossa cooperação, e é sobre isso que temos conversado com o presidente” Lobo, destacou Rico. A OEA excluiu Honduras em uma assembleia geral no dia 4 de julho, e seu secretário-geral por mandato desta deliberação, se manteve firme na posição de que Zelaya deveria ser restituído, ao mesmo tempo em que não reconheceu o governo interino de Roberto Micheletti. Ao formar a Comissão da Verdade, Lobo cumprirá o ponto 6 do Acordo Tegucigalpa/San José, assinado em 30 de outubro de 2009 por delegados de Zelaya e Micheletti, numa tentativa de pôr fim à crise gerada pelo exílio forçado de Zelaya após sua deposição.

Os pontos principais do acordo não chegaram a ser concretizados pelo regime de fato, como a própria restituição de Zelaya – cujo mandato constitucional terminou no dia 27 de janeiro, quando partiu para a República Dominicana, depois de permanecer por mais de quatro meses na embaixada brasileira em Tegucigalpa. Da República Dominicana, Zelaya comentou em uma entrevista à rádio Globo que “falta ir mais além da Comissão da Verdade, porque a verdade tem como parâmetro em um sentido científico que é um direito que se pode provar”.

Uma das intenções de Lobo com a comissão é conseguir que Honduras seja reintegrado à OEA, e que a comunidade internacional anule as sanções económicas impostas após o golpe.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!