Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

https://www.petromoc.co.mz/Lubrificantes.htmlhttps://www.petromoc.co.mz/Lubrificantes.htmlhttps://www.petromoc.co.mz/Lubrificantes.html
Publicidade

Lixo e inoperância da edilidade de Nampula agasta munícipes

Os residentes dos bairros suburbanos de Namicopo, Namutequeliua, Muhala, Muahivire, Natikiri, Carrupeia e Napipine, dentre outros, na cidade de Nampula, continuam expostos a doenças devido à ineficiência da edilidade na recolha do lixo.

Para evitar essa situação, os munícipes passaram a depositar o lixo em locais que supostamente iriam facilitar a sua remoção, porém, a edilidade está cada vez mais ineficiente, os resíduos sólidos permanecem nos mesmos lugares há pelo menos cinco meses, facto que constitui um autêntico perigo para a saúde pública.

No bairro de Namicopo, na unidade comunal Josina Machel, os montões de lixo já inviabilizam os acessos à unidade comunal Palmeiras 02 e ao cemitério sito na mesma zona. Os contentores de lixo adquiridos pelo Conselho Municipal da Cidade de Nampula, no princípio deste ano, ficam abarrotados e por falta de alternativas os munícipes depositam tudo no chão.

As famílias cujas residências se encontram nas proximidades da referida “lixeira” queixam-se de um cheiro nauseabundo. A população tentou, sem sucesso, empreender esforços, incluindo desembolsos de dinheiro, com vista a ultrapassar o problema mas não tem meios circulantes para o efeito.

César Nihavia, secretário da unidade comunal Josina Machel, no bairro de Namicopo, lamentou o facto de os técnicos da edilidade, responsáveis pela recolha de resíduos sólidos, não abrangerem a aquela zona durante as suas actividades. No período chuvoso, o caos é maior, sobretudo porque há falta de um sistema de drenagem.

Outro problema que inquieta os cidadãos e deturpa a estética da zona são as construções desordenadas, facto que faz com que haja estradas e ruas estreitas que não permitem a circulação de viaturas. Há quem acredita que é por isso também que a edilidade não recolhe os resíduos sólidos, apesar de a taxa de lixo ser infalivelmente paga.

Aliás, as jornadas de limpeza promovidas pelos munícipes são muito pouco aderidas porque a população se sente bulada pelo Conselho Municipal da Cidade de Nampula, uma vez que cobra a taxa mas não remove o lixo.

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!