Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Literatura e música marcam Lu’alma no ICMA

O Instituto Cultural Moçambique-Alemanha (ICMA), em Maputo, acolheu, na última sexta-feira (19), o programa de música e declamação de textos poéticos, designado Lu´alma. O evento culminou a divulgação do livro do escritor e jornalista moçambicano Matias Guente, intitulado “Política e Informação”.

A abertura da cerimónia foi marcada por actuações de vários artistas da praça que se juntaram a festa, seguida pela publicação do livro. A obra foi apresentada pelo historiador Egídio Vaz, que explicou a importância do trabalho.

Para Vaz a obra traz uma abordagem crítica da política, bem como a importância da partilha do conhecimento. “A perspectiva do livro é de mostrar que o conhecimento é algo útil e partilhável”, disse o apresentador acrescentando que “temos de tomar a dianteira como jovens que somos, para desenvolver o país”.

Matias Guente disse ter escrito o livro com a perspectiva de intervir na sociedade, libertar o homem e acabar com a “juventude cangambista”, um termo que, segundo ele, provem de Victor Cangamba, promotor de eventos virados para os jovens, os quais os leva a estagnação.

De acordo com Guente, a obra visa demostrar que apenas nós podemos determinar em que país queremos viver, fazendo valer o facto de a juventude ser a maioria.

“Não quero com a obra fomentar uma rebelião, mas que todo o cidadão questione a autoridade do Estado e levar, deste modo, as pessoas a tomarem decisões pensadas”, finaliza o autor.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!