Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Liga ZON Sagres: Festa a dobrar no título do FC Porto

Com cinco jornadas de antecipação os adeptos do FC Porto já pode comemorar. E na casa do arquirrival, o que traz um sabor ainda mais especial para a festa. Com outra atuação impecável, a equipe do técnico André Villas-Boas confirmou a superioridade da sua equipa na temporada ao derrotar o Benfica no Estádio da Luz por 2 a 1 este domingo, garantindo seu 25º título nacional logo no seu primeiro “match-point”.

O artilheiro da Liga ZON Sagres, o brasileiro Hulk fez o golo do título, o seu 21º golo no campeonato, na marcação de um pênalti ainda no primeiro tempo. Antes, o colombiano Fredy Guarín havia aberto o placar aproveitando falha do guarda-redes Roberto e Javier Saviola havia igualado em outra penalidade máxima.

Com o triunfo, o FC Porto chegou a 71 pontos, 16 a mais que o Benfica e com apenas 15 a serem jogados até o término da temporada. Em 25 partidas, a campanha portista é espetacular: foram 23 vitórias e apenas dois empates, com dois triunfos sobre o Benfica, um deles por 5 a 0 na primeira volta.

O já campeão tem agora outro objetivo: terminar o campeonato invicto para igualar um feito que apenas o Benfica conseguiu até hoje. Em 1972/73, o Benfica treinado por Jimmy Hagan conseguiu o feito somando 28 vitórias e dois empates em 30 jogos. A marca seria igualmente importante para Villas-Boas. O jovem e promissor treinador pode inclusive superar o “mestre” José Mourinho, que por pouco perdeu a oportunidade de ser campeão invicto em 2004.

Na partida, o FC Porto abriu o placar logo no início da partida, contando com uma falha do guarda-redes Roberto. Guarín invadiu pela direita e cruzou forte para o meio da área. O camisa 1 do Benfica tentou encaixar e colocou a bola para dentro da própria baliza.

Na sequência, dois pênaltis: Saviola igualou o marcador para os encarnados, mas logo na sequência Hulk cobrou e venceu Roberto, fazendo 2 a 1. Na segunda etapa o jogo foi aberto, nervoso e contou com uma expulsão para cada lado (Nicolás Otamendi, para os Dragões, e Óscar Cardozo, para os encarnados).

O FC Porto manteve-se melhor, mas viu o Benfica partir para cima de forma desesperada para evitar a humilhação histórica. No fim, um milagre salvou os Dragões: após confusão e uma bola na trave, Sidnei acertou novamente o poste com o guarda-redes Helton batido.

A comemoração só não foi completa porque as luzes do estádio apagaram-se, e a irrigação do gramado foi ligada.

As duas equipe agora viram as suas forças para a Liga Europa onde o FC Porto encara o Spartak Moscou, enquanto o Benfica defronta o PSV Eindhoven ainda esta semana.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!