Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Liga Portuguesa: Benfica venceu o Belenenses e volta a liderar isolado

O Benfica alcançou sem dificuldades uma vitória por 2 a 0 diante do Belenenses, fora de casa. Um resultado que marca a carreira do treinador Rui Vitória, pois tratou-se do 50º triunfo em 65 jogos no comando dos encarnados, que lhe vale atingir um recorde do campeonato que já tinha 43 anos, ao alcançar o 16º jogo consecutivo a vencer fora da Luz, ultrapassando o feito do inglês Jimmy Hagan, também ao serviço das águias, entre Abril de 1972 e Fevereiro de 1973.

Neste velho dérbi lisboeta, o Benfica estava obrigado a vencer para aumentar a vantagem sobre o Sporting para cinco pontos e manter os três pontos de avanço sobre o FC Porto, a duas semanas de visitar o Dragão.

E a principal dúvida que se punha à partida era saber se o Belenenses, que estreava o treinador Quim Machado na Liga, conseguiria aproveitar o cansaço natural dos encarnados, que vinham de um jogo exigente em Kiev para a Liga dos Campeões. E a resposta ficou dada logo nos primeiros minutos, quando Pizzi cobrou um pontapé de canto direitinho para a cabeça de Mitroglou, que voltou a mostrar a sua queda para marcar ao Belenenses (leva seis).

Os azuis foram sempre uma equipa com pouca intensidade e incapaz de pressionar o portador da bola do adversário.

Depois do intervalo o Belenenses entrou mais veloz no jogo, aproveitando alguma apatia do adversário e a forte chuvada que se abateu sobre o relvado do Restelo. Foram dez minutos de fôlego azul que terminaram com um livre de André Sousa em zona frontal… que foi para a bancada.

A partir desse momento, o Benfica voltou à sua matriz de jogo: muita posse de bola, muitos passes em progressão e a velocidade de Gonçalo Guedes e Salvio a fazerem estragos. O segundo golo adivinhava-se. Mitroglou perdeu de forma incrível, na pequena área, uma grande ocasião, mas depois Grimaldo mostrou como se faz, com um remate cruzado sem hipótese para Joel Pereira, que culminou uma boa jogada colectiva com um grande passe de Gonçalo Guedes.

O 3-0 esteve à vista logo a seguir, mas o remate de Cervi foi à barra. À medida que o tempo ia passando, notou-se os jogadores do Benfica cansados, algo natural devido ao esforço num terreno pesado e ao jogo de Kiev, mas a verdade é que o Belenenses não tinha alma para ir à procura de outro resultado.

 

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!