Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Liga Portuguesa: Benfica e FC Porto empatam e mantém igualdade

Neste sábado, Benfica e FC Porto repetiram o resultado da primeira volta (1 a 1) e deixaram tudo (quase) igual na corrida pela liderança da Liga Portuguesa de futebol. Com os lisboetas com um ponto de vantagem, a luta continua taco a taco e ameaça prolongar-se até à última jornada – em que, caso os portistas recuperem o ponto de atraso, as contas podem decidir-se só pela diferença de golos, devido à igualdade no confronto directo.

Jonas marcou pela primeira vez num clássico. Maxi Pereira estreou-se a fazê-lo contra o ex-clube. E, com os seus golos, tudo ficou 1 a 1, como acontecera na primeira volta, a 6 de Novembro, no Dragão.

Desde 2008-09, quando águias e dragões também se igualaram, por 1 a 1, no Porto e em Lisboa, que não acontecia um duplo empate entre os arquirrivais para a Liga.

Então, isso não afetou as contas do título, conquistado pelos portistas, com quatro pontos de avanço sobre o Sporting. Mas agora, com a corrida muito mais renhida, tudo pode arrastar-se até à última jornada.

Isso só aconteceu por três vezes neste século: em 2004-05, 2006-07 e 2012-13, Benfica e FC Porto discutiram o título até à meta (o primeiro foi dos benfiquistas, os outros dos portistas). Todavia, ainda faltam sete rondas até ao final da Liga Portuguesa.

O Benfica, que no próximo domingo se desloca ao terreno do Moreirense, tem de visitar o Sporting (30.ª jornada), Rio Ave (32.ª) e Boavista (34.ª). O FC Porto, que no sábado recebe o Belenenses, ainda vai aos recintos de Braga (29.ª), Marítimo (32.ª) e Moreirense (34.ª).

Sportinguistas e bracarenses são mesmo as principais pedras no caminho de águias e dragões (que em casa têm jogos de baixo nível de dificuldade). E a visita a Alvalade é de risco máximo para as águias: aliás, os leões, que já estiveram a 12 pontos do 1.º lugar, podem ficar a oito, se neste domingo vencerem em Arouca.

Depois, se por acaso as combinações de resultados assim o ditarem (por exemplo, dois empates do Benfica e uma derrota do FC Porto, ou um empate e uma derrota das águias e duas igualdades dos dragões), e ambos chegarem empatados ao final da Liga, valerá a diferença de golos. Os portistas têm curta vantagem (+46, contra +43). E também aí o suspense poderá durar até ao fim.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!