Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Liga Europa: Benfica, Porto, Sevilha, Valência, Juventos, AZ Alkmaar, Lyon e FC Basel 1893 nos quartos de final

O Benfica qualificou-se para os quartos de final da Liga Europa em futebol mas não se livrou de apanhar um valente susto face ao Tottenham (2-2), numa eliminatória que pareceu decidida durante muito tempo. Também o Porto se apurou ao empatar com o Nápoles (2-2), num jogo em que Fabiano se estreou em grande. Andrea Pirlo garantiu o apuramento da Juventus ao marcar numa linda cobrança de falta contra a Fiorentina.

Os “encarnados”, que na primeira mão venceram em Londres por 3-1, chegaram ao intervalo em vantagem, mercê de um tento do defesa-central argentino Garay, aos 34 minutos, mas não se livraram de um grande susto, quando o belga Chadli, no espaço de um minuto (78 e 79) virou o resultado para os ingleses. Lima, no quinto minuto de descontos e na conversão de uma grande penalidade, devolveu a tranquilidade aos benfiquistas.

Por seu turno, os “dragões” estiveram a perder, por culpa de um golo de Pandev, aos 21 minutos, resultado que empatava a eliminatória. No entanto, dois golos em sete minutos, de Ghilas (69) e de Quaresma (76), permitiram aos “azuis e brancos” virar o resultado, já de nada valendo aos transalpinos o tento de Zapata (90+2).

No duelo andaluz, o Bétis (“lanterna vermelha” em Espanha) não conseguiu aguentar a surpreendente vantagem 2-0 trazida do terreno do Sevilha, anulada com golos do ex-benfiquista Reyes (20) e Bacca (75). O prolongamento do jogo arbitrado por Pedro Proença nada mudou e, quando Ardan defendeu o penálti de Vitolo, a sorte parecia sorrir ao Bétis, mas N’Diaye atirou ao poste e, no derradeiro pontapé, Beto desviou para fora a “estranha” tentativa de Nono, virando o “herói”.

O Valência cumpriu calendário com triunfo 1-0 sobre os búlgaros do Ludogorets (Paco Alcácer, 59), após o êxito 3-0 fora. Depois do concludente 4-1 em casa, um golo de Gomis (45+3) tranquilizou definitivamente o Lyon dos titulares Anthony Lopes e Miguel Lopes: ainda assim, os gauleses permitiram a reviravolta consumada por Kolar (60) e Tecl (62), que, aos 70, falhou um penálti que poderia mudar tudo.

Com uma caminhada triunfal no campeonato italiano, a Juventus sentiu inesperadas dificuldades para afastar a Fiorentina (quarta classificada, a 27 pontos), principalmente após o 1-1 cedido em casa: um livre exemplar de Pirlo (71) decidiu.

No embate entre os líderes dos campeonatos austríaco e suíço, os locais adiantaram-se na eliminatória com golo de Soriano (22), mas os helvéticos responderam na segunda parte com tentos de Streller (50) e Sauro (60), que lhes permitiram seguir em frente, após o nulo do primeiro jogo, mesmo reduzidos a 10 desde os nove minutos, por expulsão do checo Marek Suchy.

O AZ Alkmaar sobreviveu na visita ao Anzhi da Rússia (0-0), prevalecendo assim o triunfo magro (1-0) na Holanda.

O sorteio para os quartos de final realiza-se na sexta-feira, em Nyon, na Suíça.

 

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!