Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Líbano prende importante extremista ligado à Al Qaeda

O Exército do Líbano prendeu, esta quarta-feira (12), um importante militante ligado à Al Qaeda, descrito por fontes da área de segurança como um “mentor dos carros-bomba” que têm sido usados contra as regiões xiitas do país.

As fontes do sector de segurança afirmaram que a prisão de Naim Abbas poderia ajudar na descoberta de células de radicais extremistas no Líbano, que têm intensificado os ataques contra os militares e contra o grupo xiita Hezbollah.

A actual violência no Líbano está ligada ao conflito de três anos na vizinha síria, com as tensões entre os xiitas e os sunitas aumentando dos dois lados da fronteira. Horas depois da prisão de Abbas, as forças de segurança encontraram dois carros-bomba, um no centro de Beirute e outro numa vila perto da fronteira com a Síria.

“Foi ele (Abbas) que confessou e deu a localização dos dois carros. Até agora foram descobertos dois carros, mas muitos outros virão”, disse uma fonte da área de segurança à Reuters. Abbas, um palestino, foi preso na sua casa num subúrbio de Beirute, numa operação liderada pelos militares no início desta quarta-feira.

Ele teria participado de quatro ataques com carro-bomba contra áreas xiitas no sul de Beirute e de dois ataques contra a cidade xiita de Hermel. Os locais são redutos do Hezbollah. Civis foram mortos nas acções. “Ele conduziu os homens-bomba até o sul. Ele é o mentor dos carros-bomba”, disse uma fonte do sector de segurança.

O Líbano, que ainda se recupera da sua guerra civil (1975-1990) enfrenta dificuldades para impedir que a violência da Síria chegue ao seu território. O Hezbollah enviou combatentes para ajudar o aliado e presidente sírio, Bashar al-Assad, contra os rebeldes de maioria sunita, muitos deles militantes islâmicos.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!