Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

La Liga: Com mais um hat-trick Messi reescreve os livros da história

251, 252 e 253 golos. O argentino Leo Messi reescreveu os livros de história do futebol espanhol e com três golos conduziu a sua equipe uma goleada perante o Sevilla (5-1) numa partido que ficará registada, porque serviu ao atacante para se transformar no melhor marcador da história do Campeonato Espanhol de futebol batendo a marca de Telmo Zarra vigente desde 1955.

Na semana na qual Messi parecia contrariado e tinha realizado umas declarações na concentração da seleção argentina nas quais duvidava sobre a sua eterna fidelidade azulgrana, o argentino demonstrou que onde melhor se expressa é no campo.

Igualou o recorde com um magistral golo de falta no primeiro tempo, o superou após fechar um contra-ataque de Neymar e o deixou momentaneamente em 253 com um disparo seco.

O Camp Nou explodiu com o 1 a 0. Não era um gol qualquer, serviu a Messi para igualar (251) o recorde de tentos da LA Liga em poder de Telmo Zarra desde os anos cinquenta. No minuto 21, perto da média lua da área, o argentino acariciou a bola, o esférico acelerou no ar, Beto viu tarde a ação e as desesperadas olhares dos componentes da barreira certificaram a obra de arte de Messi.

Mas o jogo parecia que ia mudar no início da segunda parte. Um centro de Vitolo desde a direita acabou na rede impulsionado por Jordi Alba. Sem rematar a baliza, o Sevilla tinha equilibrado surpreendentemente o jogo (1 a 1).

Mas o Barça reagiu imediatamente. Uma falta marcada por Xavi foi rematada por Neymar de cabeça (2 a 1, min. 49). Os sevilhistas protestaram a ação ao entender que o brasileiro se livrado do defensor Casal em falta.

Durante uns minutos, o Barça andou perdido, a equipa partiu-se em duas com as suas linhas cada vez mais desconexas, e Unay Emery decidiu que era o momento para arriscar e mexer na equipa.

Até que Luis Suárez descobriu Rakitic, o uruguaio o momento oportuno, e serviu de bandeja para o 3-1 que serenou os azulgranas.

O Sevilha acreditava que podia disputar o jogo e subiu no relvado mas num contra-ataque, iniciado por Neymar, Messi aumentou o placar.

O argentino recuperou o seu sorriso e, após outra combinação com o brasileiro, marcou o seu terceiro na noite e escreveu uma nova página na história do futebol espanhol.

No final Leo agarrou na bola e levou para casa, não só pelo “hat-tricks” mas pelo novo record com o seu nome.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!