Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Jovem mata sua tia sob protesto de ser feiticeira

O índice de criminalidade tem vindo a aumentar nos últimos dias na província da Zambézia e no distrito de Maganja da Costa em particular.

Aquele distrito tem sido palco de crimes com destaque ao homicídio qualificado onde os idosos são os principais alvos dos criminosos.

As causas têm sido as mesmas, feitiçaria. Num passado não muito distante, uma senhora foi acusada pelo seu sobrinho de feitiçaria. Desta vez a história repetiu-se, um jovem espancou brutalmente sua tia até a morte sob alegações de ser feiticeira.

Trata-se de Jorge Manuel Félix, de 26 anos de idade, residente no bairro Muediua arredores da vila sede do distrito de Maganja da Costa, província da Zambézia, que sem escrúpulo tirou a vida da sua tia que respondia pelo nome de Clarice Jorge Miguel, de 60 anos de idade alegando aquela ser feiticeira e estar a matar membros da sua família, o facto ocorreu na residência da vítima no passado dia 1 de Setembro do ano em curso.

Para lograr seus o jovem usou como recurso um almofariz vulgo “mão de pilão” onde com o mesmo desferiu lhe um golpe na nuca da vítima por sinal sua tia legítima (irmã do pai) tendo lhe causado ferimentos graves na cabeça.

Segundo o chefe das operações do Comando Distrital da Polícia da República de Moçambique (PRM) nesta parcela do País, Eugénio Cornel, a idosa foi socorrida pelos vizinhos para o Hospital Distrital de Maganja da Costa (HDMC) devido a intensidade do golpe aplicado pelo Jorge, mesmo assim, esta, não suportou e veio a perder a vida por volta das 18 horas naquela unidade sanitária.

Jorge detido

Num outro desenvolvimento o nosso entrevistado que nos revelou o caso, confirmou ao DZ que o jovem Jorge Manuel Félix encontra-se detido desde o passado dia 1/9/2011 nas celas daquele comando onde aguarda pela tramitação do seu processo que culminará com o julgamento, disse a fonte sem avançar datas.

Quando questionado sobre as possíveis causas que ditaram a prática deste acto macabro, o chefe das operações não se fez de rogado respondeu que “da maneira como se deu o caso, acho ser intriga familiar e como a vítima era uma idosa foi considerada de feiticeira”, aclarou a fonte.

Entretanto, no decurso da nossa entrevista ficamos a saber do nosso interlocutor que não se trata do primeiro nem o segundo caso de género a ser reportado neste ano por aquela corporação, e todos, as vítimas na sua maioria tem sido idosos porque são acusados de prática de feitiçaria.

Em jeito de apelo a fonte disse que a população deve ser vigilante neste tipo de casos fazendo denuncia aos órgãos competentes neste caso a Polícia e não enveredarem pela prática de justiça com as próprias mãos porque é crime.

Recorde-se que a maior parte das vítimas de homicídio qualificado são idosos com mais de sessenta anos de idade.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!