Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Jovem ataca mãe e mata um dos seus irmão menores no Chimoio

Um jovem, 21 anos, identificado apenas pelo nome de Meque, golpeou brutalmente, com um machado, a sua própria mãe e quatro irmãos menores de idade, um dos quais viria a perder a vida minutos mais tarde. Os crimes aconteceram na passada terça-feira no bairro Centro Hípico, na cidade de Chimoio, capital da província central de Manica.

A vítima mortal, é uma menina de cinco anos de idade. A mãe e três menores encontram-se actualmente internados no Hospital Provincial de Chimoio (HPC).

Testemunhas que falaram a reportagem da AIM contaram que na manhã do dia fatídico Meque exigiu a sua mãe dez meticais para comprar uma bebida de fabrico caseiro. Face a recusa do seu pedido decidiu enveredar pela violência.

A Polícia da República de Moçambique (PRM), em Manica, confirmou a ocorrência do crime e explicou que Meque encontra-se sob custódia policial numa das esquadras em Chimoio.

A porta-voz da PRM em Manica, Elsídia Filipe, explicou que a corporação já está a trabalhar para apurar as reais causas que levaram o jovem a embarcar numa orgia de violência contra a sua própria família com recurso a uma faca e machado.

“Soubemos que estavam a ver televisão em família. De repente, ele pegou numa faca e machado com os quais começou a desferir golpes contra a sua mãe e irmãos mais novos”, disse a porta-voz, “Não fizemos outra coisa senão deter o indivíduo. Agora estamos a trabalhar para saber se estamos perante um doente mental ou não”, acrescentou Elsídia Filipe, afirmando que sabe-se que Meque é um cidadão com um comportamento inaceitável na sociedade.

O chefe dos Serviços de Urgência e Reanimação no Banco de Socorros do Hospital Provincial de Chimoio, Nelinho Dickson, disse que todas vítimas apresentam feridas no abdómen provocadas por uma arma branca. Um dos menores tinha uma ferida extensa com os intestinos expostos, com sangramento intenso, tendo sido levada imediatamente para o bloco operatório.

“Neste momento, todos estão fora do perigo apesar de continuarem e beneficiar de cuidados intensivos”, referiu Dickson.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!