Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Jensen Button rei em Espanha

Jensen Button rei em Espanha

O britânico Jenson Button, da Brawn GP, ganhou o Grande Prêmio da Espanha, quinta prova do Campeonato Mundial de Fórmula 1 de 2009, disputado neste domingo no circuito de Montmeló da Catalunha, consolidando sua liderança no mundial de pilotos.

Button cruzou a linha de chegada à frente de seu companheiro brasileiro Rubens Barrichello, que esteve mais rápido que o britânico e chegou a liderar a provar, mas foi prejudicado por uma estratégia errada de três pit-stops. “Conseguimos a dobradinha. Mas gostaria de saber por que mudaram (a estratégia de Button)”, que tinha que fazer uma terceira paragem, declarou Barrichello, visivelmente irritado.

Atrás dos monolugares da Brawn GP, estavam os da Red Bull, seus mais próximos perseguidores, mas desta vez com o australiano Mark Webber na terceira posição e o alemão Sebastian Vettel, na quarta. “Fiz um segundo pit-stop muito longo, que foi crucial”, explicou o australiano. “Pensava que ia ser uma corrida aborrecida. Mas não foi o caso”, continuou.

O espanhol Fernando Alonso foi o quinto, com um rendimento surpreendente do seu Renault, que apresentou um bom desempenho. Largou em oitavo, mas foi conquistando posições até terminar em quinto, após ultrapassar Felipe Massa (Ferrari) na última volta.

Massa, terceiro durante grande parte da prova e depois quarto, responsabilizou a equipe pela sua situação, já que não lhe forneceu gasolina suficiente para sustentar o bom ritmo que vinha apresentando. Antes de Alonso, havia sido ultrapassado por Vettel.

Nick Heidfeld (BMW Sauber) foi o sétimo, à frente de Nico Rosberg (Williams), enquanto que o atual campeão Lewis Hamilton (McLaren-Mercedes), com um desempenho sofrível, não conseguiu pontuar, e foi o nono classificado. O Grande Prêmio de Espanha foi disputado diante de um público pouco entusiasmado, que não viu disputas por posições.

O único fato destacável foi um espetacular choque na primeira curva, entre quatro carros. Sébastien Bourdais (Toro Rosso) bateu no seu companheiro Sébastien Buemi, que travou bruscamente, quando Jarno Trulli (Toyota) e Adrian Sutil (Force India), que tinham saído da pista e voltavam justamente diante dele. Os quatro bateram, nenhum ficou ferido, mas abandonaram a corrida.

O próximo Grande Prêmio será o de Mônaco, que será disputado a 24 de maio nas ruas do Principado.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!