Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

 
ADVERTISEMENT

Indiferente às dívidas ilegais Banco Mundial injectou mais de 94 milhões de dólares este ano no Orçamento do Estado

Indiferente às dívidas ilegais Banco Mundial injectou mais de 94 milhões de dólares este ano no Orçamento do Estado

Foto de Adérito CaldeiraO Banco Mundial continua indiferente às dívidas ilegais da Proindicus e MAM, que levaram a suspensão do apoio directo ao Orçamento do Estado(OE) pelo Fundo Monetário Internacional e outros parceiros de cooperação. Entre Abril e Junho últimos a instituição financeira injectou mais 38,7 milhões de dólares norte-americanos no erário moçambicano que acrescentem aos mais de 55 milhões de dólares norte-americanos transferidos durante o primeiro trimestre de 2017.

Conforme o @Verdade revelou o Banco Mundial nunca chegou a suspender o seu apoio financeiro directo ao OE, mesmo depois da suspensão da ajuda internacional em Abril de 2016, após a descoberta dos empréstimos ilegais das estatais Proindicus e Mozambique Asset Managment(MAM).

O @Verdade apurou no mais recente relatório de execução do Orçamento do Estado que durante o segundo trimestre do corrente ano a instituição financeira injectou 1.110.299.000 de meticais na rubrica “donativo em moeda ordenado pelo MF(Ministério das Finanças)”.

No mesmo período transferiu 636.698.000 de meticais para a rubrica do OE “créditos em moeda ordenado pelo MF(Ministério das Finanças)”, outro 1.416.415.000 de meticais para a rubrica “créditos em moeda ordenado pelo Sector” e adicionalmente 676.700.000 de meticais para o Fundo de Apoio ao Sector de Educação(FASE).

No global, entre Janeiro e Junho deste ano, o Banco Mundial injectou nos cofres do Orçamento do Estado 5.644.728.000 de meticais (cerca de 94 milhões de dólares norte-americanos, ao câmbio actual de 1 dólar = 60 meticais).

Banco Mundial não só manteve o apoio como até expandiu

Recentemente o representante da instituição financeira no nosso país, Mark Lundell, admitiu a descoberta do @Verdade e revelou ainda que o Banco Mundial até expandiu o seu apoio.

“Os investimentos no sector de Educação, Saúde, apoio de inclusão económica, por exemplo na área de gestão de Agricultura e Recursos Naturais, todos foram para frente e igualmente como outros doadores mantém apoio a esses sectores. Nós não suspendemos porque teria um impacto negativo na população e mantemos esse apoio e, como o director executivo mencionou, até expandimos a nossa participação nessas área” afirmou Lundell em conferência de imprensa em Maputo.

Efectivamente o @Verdade apurou, nos relatórios de execução do Orçamento do Estado, que o Banco Mundial não cortou os seus desembolsos por exemplo, durante o ano de 2016, a instituição transferiu para o erário 14,2 biliões de meticais(cerca de 284,1 milhões de dólares norte-americanos), em donativos, créditos e acordos de retrocessão.

Aliás, a título comparativo, o @Verdade verificou que desembolsos do Banco Mundial em 2016 e 2017 são similares e distribuídos exactamente pelas mesmas rubricas da execução orçamental dos anos anteriores a suspensão da cooperação financeira.

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!