Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

68 atletas moçambicanos participam nos Jogos da CPLP na Ilha cabo-verdiana do Sal

A X edição dos Jogos da CPLP, arrancaram neste domingo na ilha cabo-verdiana do Sal, com a presença de cerca de 500 jovens atletas, que, ao longo de uma semana, vão competir nas modalidades de futebol, atletismo, andebol, taekwondo, basquetebol, natação e voleibol de praia. Moçambique participa com 68 atletas que vão tentar melhorar o 4ª lugar conseguido em Luanda há 2 anos.

Esta edição dos Jogos da CPLP contam com a participação de atletas de Angola, do Brasil, de Cabo Verde, de Moçambique, de Portugal e de São Tomé e Príncipe, enquanto a Guiné Equatorial marca presença apenas com uma delegação ministerial, tendo a Guiné-Bissau desistido por razões financeiras.

A cerimónia oficial de abertura arrancou com as delegações dos países presentes no evento a desfilarem no relvado sintético do Estádio Marcelo Leitão, na cidade de Espargos, a que seguiram momentos de música, dança e desfile de carnaval, tudo muito aplaudido por centenas de pessoas que encheram aquele recinto desportivo.

A comitiva moçambicana é composta por 68 atletas que estarão envolvidos nas selecções de futebol, basquetebol, atletismo convencional e adaptado, andebol, voleibol de praia, taekwondo e natação em águas livres.

Ao proceder à abertura dos Jogos, o presidente da Assembleia Nacional de Cabo Verde, Jorge Santos, disse que existem condições políticas e sociológicas para uma “maior harmonização” entre as políticas do desporto e da juventude na CPLP. “Apostar no desporto, em toda a sua dimensão, é apostar numa juventude mais integrada, mais responsável, mais comprometida e mais saudável”, precisou.

O presidente do Parlamento cabo-verdiano enalteceu a “grande festa” do desporto, dizendo que a ilha do Sal, o país, que acolhe os Jogos pela segunda vez, e a CPLP “estão de parabéns”, tendo Cabo Verde dado mostras da sua capacidade de organização de grandes eventos.

Numa mensagem vídeo difundida na cerimónia de abertura, o secretário-executivo da CPLP, Murade Murargy, também enalteceu a importância da juventude, defendendo um trabalho conjunto na construção de uma sociedade mais justa, igualitária e profícua.

“A juventude encerra em si um potencial imenso de dinamismo e de conhecimentos relevantes para cumprirmos os desígnios que se nos colocam no futuro. Reconhecer a importância dos jovens na CPLP significa, entre outras possibilidades, abrir a porta a um futuro sustentável da nossa comunidade”, salientou.

Os Jogos da CPLP, para além da vertente desportiva, têm como objectivo reforçar a solidariedade, a interacção, o convívio e a camaradagem entre os povos e atletas dos países que falam o português.

A primeira edição foi realizada em 1992, em Lisboa, em Portugal, seguindo-se Bissau, na Guiné-Bissau (1995), Maputo, em Moçambique (1997), Praia (2002), Luanda, em Angola (2005), Rio de Janeiro, no Brasil (2008), Maputo (2010), Mafra (2002) e Luanda (2014).

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!