Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

IGT ordena a reposição de dinheiro devido ao INSS em Niassa

As acções inspectivas, levadas a cabo pela Inspecção-Geral do Trabalho (IGT) na província do Niassa, no âmbito da II Fase da Campanha Nacional de Cobrança da dívida do Instituto Nacional de Segurança Social (INSS), de 01 de Junho a 30 de Agosto últimos, está a surtir efeitos desejados e satisfatórios, dado que a devolução do dinheiro descontado aos seus trabalhadores e não canalizado à segurança social, para o futuro social destes e seus dependentes, já começou a ser efectuada.

No total foram interpelados 38 devedores, em diversos pontos da província, com destaque para a cidade capital provincial, Lichinga, bem como para a segunda maior cidade Cuamba, cuja cobrança global atingiu 1.297.496,77 meticais, incluindo os 534.439,24 meticais que foram cobrados fora do Serviço de Informação da Segurança Social de Moçambique (SISSMO), um aplicativo informático do INSS em implantação em todo o país, no âmbito do projecto de informatização e modernização geral do sistema, levado a cabo pelo Governo moçambicano, em parceria com o Brasil.

Durante o período em análise, foram fornecidos 107 extractos correspondentes ao valor global de 935.343,83 meticias em dívida, em que foram interpelados 38 contribuintes devedores, tendo 31 destes efectuado imediatamente o pagamento das suas dívidas, em 944.568,11 meticais, o que representou uma elevação do valor global cobrado em 1.479.007,35 meticais, portanto, esclarecidos. Para além destes montantes, outras empresas devedoras, num total de 4, celebraram acordos de amortização da dívida com o INSS, no valor de 1.826.514,69 meticiais, a ser pago em fases.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!