Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Igrejas Africanas acreditam na manutenção da paz em Moçambique

Conferência das Igrejas de Toda África (CITA) está confiante na manutenção da paz em Moçambique, por via do diálogo e considera que a tensão política que se vive no país pode ser resolvida pelos moçambicanos.

A CITA manifestou esta posição esta quinta-feira (18) em Maputo após o encontro que a sua delegação manteve com o porta-voz do Presidente da República, Edson Macuácua. O grupo, chefiado por Bethuel Kiplagat, procurou saber do porta-voz do chefe de Estado qual é a situação política e socioeconómica do país.

Bethuel Kiplagat disse na altura que Moçambique deve continuar a ser um exemplo na preservação da paz em África. “Viemos congratular o povo moçambicano por ter conseguido manter a paz durante os últimos 20 anos. Isso é importante para nós como africanos”, referiu.

Por sua vez, o porta-voz do Presidente da República, referiu que a delegação da CITA apoia a necessidade de se desarmar a maior força política da oposição, por entender que os homens armados da Renamo devem ser reintegrados na sociedade e o país deve ter apenas um exército. “Nós afirmamos que o desarmamento da Renamo constitui o ponto supremo da agenda nacional”, disse.

Macuácua falou também sobre o processo de diálogo que tem havido entre a delegação do Governo e da Renamo e do já manifesto interesse do Chefe do Estado, Armando Guebuza, em dialogar com o líder Afonso Dhlakama. “A delegação das igrejas concorda que para que o encontro seja produtivo deve ser preparado pelas duas delegações.”

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!