Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Iémen está à beira da guerra civil, segundo o enviado da ONU

O enviado especial da Organização das Nações Unidas (ONU) ao Iêmen, Jamal Benomar, alertou que o país está a um passo da guerra civil e acusou todos os lados de contribuírem para o turbilhão político e econômico.

O Iémen mergulha cada vez mais no caos, à medida que os houthis, milícia sunita do norte apoiada pelo Irão, consolidam-se no poder depois de tomar a capital Sanaa, em Setembro, e expulsar o governo central. Os combatentes vêm avançando no sul, confrontando tribos sunitas, outros grupos e o braço local da rede Al Qaeda.

“Acreditamos que a situação é muito perigosa. O Iémen está à beira da guerra civil”, disse Benomar numa entrevista aos canais de televisão Al Arabiya e Al-Hadath no final da quarta-feira. Os combatentes filiados à Al Qaeda ocuparam uma base do Exército no sul iemenita e aprisionaram soldados nesta quinta-feira.

Os Estados Unidos, Grã-Bretanha e França fecharam as suas embaixadas em Sanaa por conta dos temores de segurança. Benomar afirmou que a economia do Iémen está diante de um colapso iminente e pediu mais diálogo para que se chegue a um acordo de paz.

“Todos são parte do que aconteceu até agora, todos cometeram erros e loucuras e às vezes os grupos recorreram à violência para atingir objectivos políticos”, declarou o enviado. O Iémen é o lar da Al Qaeda na Península Arábica, um dos braços mais activos da facção terrorista global, que já realizou ataques até no exterior.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!