Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Honduras põem Exército na rua contra a criminalidade

O governo das Honduras começou a mobilizar, última Terça-feira, forças militares e policiais em bairros perigosos, numa tentativa de aplacar a onda de violência que deixa o país com a mais alta taxa mundial de homicídios.

Narcotraficantes mexicanos cometem frequentes execuções extrajudiciais no país centro-americano, onde cerca de 70 porcento da população vivem na pobreza.

Na chamada Operação Relâmpago, soldados armados com fuzis M-16 patrulham ruas de Tegucigalpa, onde revistam veículos e pessoas, enquanto helicópteros militares sobrevoam áreas onde há presença de traficantes e de quadrilhas que se dedicam à extorsão.

A operação, que será gradualmente ampliada para outras cidades hondurenhas, tem a participação de cerca de mil agentes, entre soldados e membros da força policial de elite chamada Cobra.

“Estamos a tentar levar tranquilidade e paz à população em cidades onde há mais violência, tanto do crime comum como do crime organizado”, disse o chefe do Estado-Maior das Forças Armadas, general René Osorio.

Segundo um relatório recente da Organização das Nações Unidas, Honduras tem 82,1 homicídios anuais para cada 100 mil habitantes, o maior índice mundial.

As autoridades locais dizem que há em média 20 assassinatos por dia no país, que tem cerca de 7,5 milhões de habitantes.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!