Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Há cólera em Cabo Delgado

Depois de pouco mais de dois anos sem registo da cólera, a província de Cabo Delgado é assolada pela chamada de doença de mãos sujas, desde a primeira semana de Janeiro em curso. Pelo menos 75 pessoas já tinham sido diagnosticadas cólera, nove das quais permaneciam internadas até segunda-feira (22). Felizmente, não há óbitos.

A situação levou as autoridades de saúde locais a reativarem o centro de tratamento de e, simultaneamente, desdobra-se em acções que visam o alastramento da doença e contágio de mais indivíduos.

Anastácia Lidimba, directora provincial de saúde, disse a jornalistas que, desde a sua eclosão, a cólera atingiu um acumulativo de 75 casos, desde 05 de Janeiro.

A intensificação das medidas de prevenção de doenças diarreicas é crucial para evitar males maiores, de acordo com a dirigente.

Refira-se que a cólera em Cabo Delgado está também associada à falta de água potável que afecta sobremaneira determinados bairros da cidade de Pemba.

Na época chuvosa, a situação tem-se agravado devido a inobservância das regras básicas de higiene e ao precário saneamento do meio.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!