Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Polícia “acusa” inverno pelo aumento de assaltos a residência em Maputo e Matola

A Polícia da República de Moçambique (PRM) considera que o aumento de assaltos a residências nas cidades de Maputo e Matola está relacionada com o período de Inverno, alegadamente porque devido ao frio os cidadãos tendem a dormir mais cedo não escutando as incursões nocturnas dos assaltantes.

O porta-voz do Comando-Geral da PRM, Pedro Cossa, indicou alguns nomes de indivíduos presos nas diversas esquadras da capital do país e cidade da Matola em conexão com vários casos de roubos.

Márcio e Elton, de 27 e 18 anos idade, foram detidos acusados de furto numa residência, enquanto os cidadãos Matias, Fernando, Armando e Pedro estão a contas com a corporação indiciados de roubo de viaturas.

No dia 16 do mês em curso, José e Nelson, de 54 e 32 anos de idade, foram igualmente detidos indiciados de roubo de um veículo, enquanto Miguel, de 32 anos de idade, foi detido por condução ilegal.

Nuro, de 27 anos de idade, de nacionalidade portuguesa, está preso por furto qualificado. Há também dezenas de cidadãos detidos pelo mesmo crime, por exemplo em Xai-Xai. Paulo, de 47 anos de idade, tesoureiro do Clube Desportivo de Maputo, está detido por desfalque de 292 mil meticais.

Na Matola, a PRM deteve Nelson e José, de 32 e 52 anos de idade, respectivamente, na 7ª esquadra, por roubo de uma viatura e um computador portátil com recurso a uma arma de fogo.

No dia 17 deste mês, ainda na Matola, a Polícia deteve um jovem de nome Zélio, na 3ªEsquadra, membro da PRM afecto ao Comando Distrital da Moamba, por um crime que Cossa não especificou.

No dia 18, em Beluluane, a corporação deteve António, de 24 anos de idade, indiciado de roubo de material de construção civil numa residência.

Violação de fronteiras e repatriamentos

Em Ressano Garcia, a PRM registou-se, dentre outros crimes, 1.207 casos de violação de fronteira e 48 cidadãos foram repatriados da África do Sul para Moçambique.

No distrito da Namaacha, os cidadãos identificados pelos nomes de Dasquine e Gonçalves, de 30 e 29 anos de idade, respectivamente, foram detidos quando tentavam roubar numa barraca com recurso a uma arma de fogo, numa altura em que a Polícia passava pelo local.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!