Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Guebuza: não ao 3º mandato

O Presidente Armando Guebuza prometeu que se ganhar a eleição presidencial deste ano não vai fazer nenhuma tentativa de disputar um terceiro mandato. A constituição limita cada presidente a dois mandatos mas em vários paises com a mesma limitação tem havido problemas causados por presidentes que tentam emendar a constituição de modo a conseguirem concorrer de novo. E tem havido especulações na imprensa que a Frelimo, se ganhar uma maioria superior a dois terços na AR, irá tentar mudar a constituição. Falando a repórteres no dia 4 de Outubro, na cerimónia que assinalou o 17º aniversário do acordo de paz entre o governo e a Renamo.

Guebuza negou categóricamente que pretendia um terceiro mandato e disse que não mudaria a constituição. Violência em Tsangano, Tete Membros da Frelimo interpelaram e espancaram, no dia 23 de Setembro, membros da Renamo, designadamente Levitala, Eleneu, Katunga Gama que regressavam da localidade de Chimvano, onde tinham ido levantar o material de campanha do seu partido. Do grupo da Frelimo, destacava-se o régulo Kwabzachina, de Sundhitfani Sede.

A Renamo meteu queixa à policia e esta notificou os indiciados, no dia 30 de Setembro, mas estes ignoraram a notificação policial. Em resposta, na noite do mesmo dia, os membros da Frelimo deslocaram-se à casa do delegado da Renamo, Joaquim Jossamo, na localidade de Chimvano, donde o levaram para a casa do régulo Kwabzachina onde veio a passar a noite.

Já no dia 1 de Outubro, o delegado da Renamo, foi transportado para a localidade de Utengo Mbalane, na casa do chefe do posto administrativo, Sr. Moforte. Face ao desaparecimento do seu delegado político, os membros da Renamo, Jonas Albino Tanque (mandatário), José Xavier Kalumanba (candidato à deputado da Assembleia da República) e Pedro Uquine (candidato à membro da assembleia provincial) dirigiram-se, no dia 1 de Outubro, para as instalações do posto administrativo de Chimvano, a fim de saber do paradeiro do seu delegado.

Apercebendo-se da presença dos membros da Renamo naquele local, membros da Frelimo invadiram a sede do posto administrativo e agrediram os três membros da Renamo, sob olhar cúmplice do polícia de protecção que protege o posto administrativo. Os três membros da Renamo foram salvos pela polícia de guarda fronteira que os escoltou às respectivas residências.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!