Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Grevistas da companhia de Sena retomam trabalho

Trabalhadores sazonais da Companhia Açucareira de Sena, localizada no distrito de Marromeu, em Sofala, Centro de Moçambique, retomaram Quinta-feira às suas actividades laborais após observarem uma greve resultante da desaprovação da nova tabela salarial recentemente divulgada pelo patronato.

Os manifestantes, que consideram de “injusta” a nova tabela salarial, protagonizaram a sua greve de forma violenta, tendo, na sequência da mesma, havido seis feridos, uma ambulância do Hospital Rural local destruída e incendiamento de campos de canavial. Alexandre Mogela, disse que a vida voltou a normalidade naquele ponto do país.

Mogela disse que a manifestação resultou no ferimento de seis grevistas, quatro dos quais por armas brancas do tipo catana. As balas de chumbo disparadas pela Policia na tentativa de salvar a ambulância resultaram no ferimento de duas pessoas. Há um mês, trabalhadores daquela companhia paralisaram actividades produtivas reivindicando melhores condições laborais, incluindo o pagamento de remunerações em atraso.

Com capacidade instalada de produção de cem mil toneladas de açúcar, a Companhia de Sena emprega, na fase do pico, um total de 11.600 trabalhadores, dos quais 8.350 são efectivos e os outros em regime sazonal. Esta unidade prevê produzir 62 mil toneladas de açúcar numa área estimada em 15.500 hectares, devendo moer 620 mil toneladas de cana sacarina.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!