Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Gregos entram em greve contra austeridade, em teste para primeiro-ministro Tsipras

Trabalhadores gregos ficaram em casa nesta quinta-feira em protesto contra medidas de austeridade, no maior desafio interno para o governo de Alexis Tsipras desde a sua eleição, em Setembro, com a promessa de amortecer o impacto de anos de dificuldades económicas.

Muitos voos foram cancelados, hospitais tiveram equipes reduzidas, navios ficaram atracados nos portos e escritórios públicos fecharam pelo país, na primeira greve nacional convocada pelos maiores sindicatos dos sectores público e privado da Grécia em um ano.

Tsipras chegou ao poder inicialmente em Janeiro prometendo um fim à austeridade imposta pelos credores internacionais da Grécia, mas aceitou os termos impopulares de um terceiro pacote de resgate quando confrontado pela perspectiva de uma saída da zona do euro.

O primeiro-ministro foi reeleito dois meses atrás em um mandato para implementar o acordo, jurando trabalhar duro para amortecer o impacto das medidas de austeridade, particularmente sobre os gregos mais vulneráveis.

Ilustrando o malabarismo político que Tsipras tenta realizar, o partido governista Syriza declarou apoio à greve. As conversas com inspectores da União Europeia e do Fundo Monetário Internacional (FMI) foram retomadas na quarta-feira em Atenas, como parte da primeira revisão do resgate grego.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!