Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Governo sul-africano garante que os preços de acomodação para o Mundial são razoáveis

“Os preços da maioria das opções de hospedagem durante o Campeonato do Mundo de futebol que se realiza na África do Sul subiram apenas a níveis razoáveis, apesar das preocupações manifestadas com os excessos”, afirmou recentemente o ministro sul-africano do Turismo, Marthinus van Schalkwyk.

Este pronunciamento surge depois de várias notícias na imprensa sul-africana e internacional segundo as quais o custo alto da acomodação durante o Mundial, associado ao preço das passagens aéreas e aos índices de criminalidade, estaria a desencorajar muitos adeptos estrangeiros de viajar à África do Sul para acompanhar a maior prova futebolística do planeta, que começa em 11 de Junho.

Segundo Marthinus van Schalkwyk, estas informações basearam-se em percepções e não em factos e por isso o Ministério do Turismo encomendou uma pesquisa à empresa de contabilidade Grant Thornton. A pesquisa mostra que a maioria dos 2.479 hotéis, pensões e outros tipos de estabelecimentos de acomodação que participaram na pesquisa irão cobrar menos 50 porcento do preço habitualmente praticado nessa época do ano. Junho e Julho são épocas altas de turismo na África do Sul e é neste período que os cidadãos locais também fazem as suas férias.

Por outro lado, a pesquisa indica que 65 porcento dos estabelecimentos na região mais movimentada da província de Gauteng, onde onde terão lugar 21 jogos da prova, incluindo as partidas de abertura e encerramento da Mundial, elevaram os seus preços em mais de 50 porcento. Van Schalkwyk acrescentou que é normal que os preços subam durante grandes eventos mundiais, mas os operadores turísticos reconhecem o efeito nocivo que a cobrança de preços exorbitantes pode ter sobre o legado da Copa do Mundo para o país.

“A maioria dos estabelecimentos de hospedagem na África do Sul é muito responsável. Sabemos que a maioria vai cobrar preços muito razoáveis durante a Copa do Mundo”, afirmou o ministro sul-africano. A África do Sul está a incentivar os adeptos a retornarem ao país depois do Mundial e, por isso, quer garantir que os que vierem ficarão com um boa impressão da experiência que viverem. Refira-se, a título comparativo, que no Campeonato Mundial realizado na Alemanha, em 2006, os preços médios de hospedagem foram 37 porcento mais altos que no mesmo período do ano anterior.

Apesar de o mercado ser livre, e de o Governo não intervir na estipulação dos preços de acomodação, Van Schalkwyk acredita no bom senso dos operadores do ramo e recomendou aos adeptos que queiram assistir ao primeiro Mundial que se vai realizar no continente africano a pesquisarem para encontrar as melhores opções de preço.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!