Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Governo impulsiona producao alimentar

As autoridades distritais da Ilha de Moçambique, estão apostadas em incrementar os volumes de produção sobretudo de culturas alimentares para fazer face ao défice.

Com efeito está em marcha um plano visando a construção de represas para o armazenamento de agua para irrigação dos campos agrícolas dos produtores do sector familiar. Elísio João, director dos serviços distritais de actividades económicas, na Ilha de Moçambique, disse que para financiar as obras de construção de represas, foi desembolsado um montante, estimado em cerca de Um milhão de meticais, do fundo de financiamento de iniciativas locais, vulgarmente conhecido por Sete milhões.

A fonte salientou que a construção daquelas importantes infra-estruturas sociais vai contar com o apoio das comunidades e de técnicos da área de infra-estruturas do distrito. Alem de culturas alimentares como milho, amendoim, feijões e tubérculos nomeadamente mandioca e batata doce, a aposta do governo visando o incremento dos volumes de produção incluiu o cultivo de hortícolas no intuito de elevar os níveis de arrecadação de receitas, para aliviar a pobreza, que afecta algumas famílias.

Neste momento, os produtores do distrito da Ilha de Moçambique, servemse de duas represas que apoiam, sobretudo, os operadores ligados a produção de Jatropha, uma cultura que foi uma aposta apôs a sua divulgação pelo governo.

A Ilha de Moçambique, possui solos arenosos, parte dos quais, inadequados para a agricultura, mas algumas culturas como a mandioca, milho e amendoim conseguem resultados animadores pelo facto de serem resistentes as estiagem e seca.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!