Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Governo atribui licença à Magmas Moçambique

A Magmas Moçambique Limitada acaba de adquirir a concessão de licença por parte do Governo para prosseguir com o trabalho de Prospecção e pesquisa de Cassiterite, Columbite, Ouro, Tentalite e Turmalina no Distrito de Nhamatanda, Província de Sofala, Centro do País.

A autorização, segundo despacho da Ministra dos Recursos Minerais, Es perança Bias, de 17 de Dezembro de 2009, é válida por período correspondente a trinta meses, ou seja até 4 de Julho de 2012. Praticamente tratou-se de renovação da licença, visto que a Magmas Moçambique Limitada já detinha autorização para levar a cabo a mesma pesquisa em Nhamatanda desde Junho de 2004 até Junho de 2009.

Entretanto, não foram ainda divulgados os resultados da primeira etapa dos trabalhos de Prospecção e pesquisa de Cassiterite, Columbite, Ouro, Tentalite e Turmalina levados a cabo durante esse período pela Magmas Moçambique no Distrito de Nhamatanda. Todavia, o facto de o Governo ter renovado a licença revela a existência de progressos que vão conduzir a exploração industrial daqueles preciosos recursos no Distrito de Nhamatanda, podendo tornar-se verdadeira alavanca para o desen volvimento daquela região. O Distrito de Nhamatanda, refira-se, locali-za-se ao longo do Corredor da Beira, a cerca de cem quilómetros da Cidade da Beira e duzentos da Fronteira de Machipanda, com o Zimbabué.

Ocupa uma área de 3.975 km2, com uma densidade populacional de aproximadamente 41,8 habitantes por km2. A população total é de 165.958 habitantes. Maior parte da população no Distrito de Nhamatanda dedica-se a actividade Agrícola e também desenvolve-se o garimpo de Ouro em escalas menores. Entre os mineiros que estão a ser pesquisados em Nhamatanda, já que os outros são suficientemente conhecidos, importa salientar a Cassiterite, que representa a principal fonte para obtenção de estanho.

Actualmente a maior parte da produção mundial de estanho é originária de depósitos aluviais ou tipo placer na Malásia, Tailândia, Indonésia e Rússia. Mais recentemente a Cassiterite tornou-se objecto de mineração e comércio ilegais na República Democrática do Congo (RDC). Este facto fica a dever-se ao grande aumento na procura de estanho, pois os novos materiais de soldadura livres de chumbo utilizam uma maior quantidade de estanho. Em Moçambique, refira-se, não é ainda conhecido o potencial económico mineral do País.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!