Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Funcionários do hospital de tratamento do ébola em Serra Leoa entram em greve

Os profissionais de saúde do centro estatal de tratamento do ébola em Serra Leoa entraram em greve para protestar sobre salários e más condições de trabalho, disse a equipe do hospital, este sábado (30).

O governo de Serra Leoa está a lutar para lidar com o pior surto do ébola da história, que já matou mais de 1.550 pessoas em toda a África Ocidental, com a taxa de infecção que continua a aumentar.

“Os trabalhadores decidiram parar de trabalhar porque não foram pagos os subsídios e faltam algumas ferramentas”, disse Ismael Mehemoh, supervisor-chefe da clínica na cidade de Kenema, no leste do país.

As roupas para proteger os trabalhadores de serem infectados são inadequadas e há apenas uma maca quebrada, que é utilizada para transportar doentes e cadáveres, acrescentou Mehemoh.

Mais de 20 profissionais de saúde já morreram do ébola na clínica de saúde Kenema depois de pegar o vírus altamente contagioso dos pacientes que estão a lutar para salvar.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!