Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Frustrado contrabando de peças de cornos de rinoceronte para China

Um cidadão de nacionalidade chinesa caiu nas mãos da Polícia moçambicana, na semana passado, na cidade de Maputo, acusado de posse de nove quilogramas de peças de cornos de rinoceronte.

Em Moçambique, a destruição das áreas de conservação e a caça de animais protegidos, dos quais o elefante e o rinoceronte, é um crime punível nos termos da Lei da Conservação (Lei no. 16/2014, de 16 de Junho). Porém, vários indivíduos, mormente estrangeiros, não se sentem dissuadidos.

A detenção do indiciado a que o Comando-Geral da Polícia da República de Moçambique (PRM) se refere aconteceu no dia 07 de Novembro corrente.

De 49 anos de anos de idade, o suspeito responde pelo nome F. Zheg. Ele pretendia seguir viagem no voo do Qatar Airways, no Aeroporto Internacional de Maputo.

Em comunicado enviado ao @Verdade, a corporação fala também da apreensão de 10 pontas de marfim. Porém, não forneceu detalhes sobre o facto. No país, as autoridades da Justiça têm solto caçadores furtivos, incluindo os detidos em flagrantes, mediante caução. O facto cria constrangimento à Polícia e aos demais sectores de floresta e fauna bravia.

Ainda na semana finda, as autoridades policiais confiscaram 2.050 litros de diesel e 180 toros de madeira de espécie monzo, que estavam na rota do contrabando.

Numa outra operação, 15 armas de fogo foram apreendidas, das quais duas do tipo AK-47, três pistolas e 10 caçadeiras.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!