Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Frelimo demite secretariado da OMM

O partido no poder em Moçambique, a Frelimo, destituiu, esta Segunda-feira, o secretariado do seu braço feminino, a Organização da Mulher moçambicana (OMM).

O jornal “O País”, editado em Maputo, escreve, na sua edição de Terça-feira, que com a medida cessaram funções a respectiva Secretária-geral, Amélia Fraklim, e Violeta Langa e Elisa Amisse, membros do secretariado nacional.

A exoneração desta equipa eleita em 2011 segue-se a uma outra ocorrida em Maio último e que recaiu sobre o secretariado da Organização da Juventude moçambicana (OJM), o braço juvenil da Frelimo até então liderado por Basílio Muhate.

A fonte adianta que a queda do secretariado da OMM, por razões de ordem interna, já vinha sendo ventilada desde a altura em que foi destituído o secretariado da OJM.

“O Paîs” ? avança que tudo indica que a direcção da OMM foi demitida por desalinhamento com o partido, tal como aconteceu com a OJM.

Os sinais de desinteligências, segundo a fonte, iniciaram no decurso do X Congresso da Frelimo, ocorrido na província nortenha de Cabo Delgado, quando a OMM tentou avançar com a candidatura da antiga primeira-ministra e ministra das finanças, Luísa Diogo, para o cargo de Secretária-Geral da Frelimo, na perspectiva de sucessão.

Este mesmo jornal indica que a OJM e a OMM são as principais forças de campanha eleitoral do partido governamental e a sua destituição nesta fase de organização de eleições, nomeadamente as autárquicas de 20 de Novembro próximo, pode desestabilizar algumas estratégias da cinquentenária Frelimo.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!