Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Frelimo aposta na vitória nos próximos actos eleitorais

Edson Macuacua, Secretário da Frelimo para a Propaganda e Mobilização em Maputo, em conferencia de imprensa, que o desafio do seu Partido é ganhar as eleições legislativas e presidências gerais e as provinciais com maior número de votos comparativamente com os registados nos pleitos anteriores, “mas não conquistar uma maioria absoluta”.

“Não (ganhar maioria absoluta) necessariamente. Passa por nos ultrapassar a nós próprias. Isto é, se já ganhamos e já ganhamos bem, então devemos ganhar bem e melhor do que antes, aumentando o número de votos e de assentos”, disse, respondendo a uma pergunta sobre se a esmagadora vitória tencionada pela Frelimo passava por alcançar uma maioria absoluta no Parlamento.

Acrescentou que a Frelimo sempre ganhou e convenceu os pleitos eleitorais anteriores, com registo de melhorias dos seus resultados. Nas ultimas eleições legislativas, a Frelimo obteve 160 dos 250 assentos da Assembleia da Republica (AR), Parlamento moçambicano, uma melhoria significativa em relação as anteriores em que conquistou 133 lugares.

Edson Macuacua anunciou, na ocasião, a realização, a partir da próxima Sexta-feira, da Sétima Conferencia Nacional de Quadros da Frelimo, na Escola do Partido, na cidade industrial da Matola, cerca de 10 quilómetros da capital moçambicana, Maputo.

A reunião visa preparar as próximas eleições, com destaque para a elaboração das linhas gerais do Manifesto Eleitoral, a ser realizado com base no balanço da implementação do Plano Quinquenal do Governo. Mais de 2500 quadros da Frelimo vão tomar parte no encontro de três dias.

Além dos militantes da Frelimo, esta reunião contara também com a participação de representantes da comunidade moçambicana em Africa, América, Ásia e Europa, partidos políticos, organizações da sociedade civil, entre outros convidados. Os resultados desta conferência serão depois submetidos ao Comité Central da Frelimo, órgão do Partido que se vai reunir nos próximos dias.

Alegações da Renamo são “grito de desespero”

Ainda na conferencia de imprensa, o Secretario da Frelimo para a Mobilização e Propaganda refutou as alegações da Renamo (oposição) de que a Frelimo terá monopolizado os voos da companhia Linhas Aéreas de Moçambique (LAM) para transportar os seus militantes e convidados a Conferencia Nacional de Quadros.

Um deputado da bancada minoritária da Renamo-União Eleitoral acusou hoje, em sede do Parlamento, a Frelimo de estar a monopolizar os voos da LAM, situação que, segundo o mesmo parlamentar, estava a prejudicar os outros passageiros desta companhia aérea nacional. Em reacção a essas acusações, Edson Macuácuá, disse que “esse e’ um grito de desespero.

Reduza esse grito a sua própria insignificância”, disse Macuacua, falando a jornalistas.

 

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!