Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Forças do presidente do Iémen tomam aeroporto de Áden e deixam seis mortos

Os apoiantes do presidente do Iémen, Abd-Rabbu Mansour Hadi, tomaram o aeroporto internacional de Áden, esta quinta-feira (19), depois do conflito contra forças rivais, que deixaram pelo menos seis pessoas mortas, de acordo com as autoridades e médicos locais.

As tropas de Hadi usaram tanques e veículos blindados na cidade portuária contra as forças especiais fortemente armadas leais ao ex-presidente Ali Abdullah Saleh, aliado do movimento Houthi, que controla o norte do Iémen.

A ascensão ao poder do grupo Houthi, apoiado pelo Irão, desde Setembro do ano passado, aumentou as divisões da complexa rede de alianças políticas e religiosas do país, dividiu o Exército e deixou o país excluído do mundo exterior.

O conflito em volta de uma base das forças especiais no distrito Khor Maksar, em Áden, espalhou-se para distritos residenciais e fez com que as estradas para o aeroporto fossem fechadas.

Uma autoridade local disse que os milicianos, apoiados por tropas regulares de um campo do Exército perto que era aliado a Hadi, tomaram controle do aeroporto por volta de meio dia.

Um oficial da segurança local e médicos disseram que quatro soldados das Forças especiais e dois milicianos morreram no confronto. Houve um número de pessoas feridas, mas não há número exacto.

Os moradores dos distritos de Crater e al-Ma’asheeq, distritos comerciais de Áden, disseram que militantes do Comité Popular foram vistos tomando posições, mas não houve relatos de confrontos.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!