Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Exéquias fúnebres de Frederico dos Santos nesta quinta-feira em Maputo

A piscina Raimundo Franisse, na cidade de Maputo, acolhe nesta quinta-feira(25) as exéquias fúnebres de Frederico dos Santos, treinador do clube de natação Tubarões e da selecção Moçambique, falecido tragicamente no passado sábado na sequência do desmoronamento de uma parede da piscina olímpica do Zimpeto.

O velório está agendado para começar às 12h30 minutos, no local onde o Mister Fred trabalhava com nadadores de todos as idades desde 2012, e será seguido pela cremação dos seus restos mortais zona hindú do cemitério de Lhanguene, na capital moçambicana.

Natural de Nampula, o treinador de natação, de 44 anos de idade, perdeu a vida na sequência dos ferimentos causados pela queda de uma parede da entrada principal da piscina olímpica do Zimpeto.

Oito pessoas contraíram ferimentos neste desabamento provisoriamente atribuído às forças da natureza.

O Governo moçambicano que é o dono deste complexo constituiu uma comissão de inquérito para apurar as razões da tragédia numa infra-estrutura que foi construída em 2010 por um consórcio formado pelas empresas portuguesas Mota-Engil e Soares da Costa, sem concurso público, e que na altura se vangloriou de ter conseguindo edificar a obra reduzindo em três meses o prazo inicial.

A Polícia da República de Moçambique também está a investigar o desabamento tendo já interrogado os gestores do consórcio construtor assim como a empresa responsável pela fiscalização da obra da piscina olímpica do Zimpeto.

Entretanto o consórcio Mota-Engil e Soares da Costa tornou público que cumpriu com todas as formalidades constantes do contrato de execução da piscina olímpica construída a propósito dos Jogos Africanos que Moçambique organizou em 2011.

“Quanto às prováveis causas da queda do muro, face ao que nos é possível observar, somos de opinião que o que poderá estar na origem do derrube em causa é uma conjugação extraordinária de dois fenómenos anormais e imprevisíveis: a ocorrência de altas temperaturas e a ocorrência de ventos atípicos de extrema intensidade”, declarou o consórcio em comunicado de imprensa.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!