Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Ex-SS de 90 anos acusado de ter morto 58 judeus em 1945

Um ex-SS de 90 anos foi acusado na terça-feira de ter participado no assassinato de 58 judeus em Março de 1945 na Áustria, informou a promotoria de Duisburg, oeste da Alemanha.

A acusação alega que um grupo de membros da divisão blindada de assalto “Wiking”, da qual fazia parte o acusado, levou, em 29 de Março de 1945, 57 trabalhadores forçados judeus em pequenos grupos até uma floresta para executá-los, depois de tê-los feito se ajoelhar e despojá-los de seus bens. Este facto é conhecido como a matança de Deutsch Schützen, o nome da localidade austríaca onde ocorreu a chacina.

Além disso, outro judeu, muito fraco para acompanhar um grupo de 30 trabalhadores forçados judeus, teria sido executado pelo acusado na localidade austríaca de Jabing. A promotoria acredita que o acusado agiu por adesão à ideologia nacional-socialista e por ódio em relação a suas vítimas, que, a seu ver, não tinham qualquer valor.

Esta nova acusação criminal nazista ocorre a menos de 15 dias da abertura do processo contra John Demjanjuk em Munique, que deve ser o último processo de importância contra um membro nazista. Apátrida de origem ucraniana de 89 anos, expulso dos Estados Unidos em Maio, Demjanjuk deve responder sobre sua suposta participação em 28.000 assassinatos no campo de extermínio nazista de Sobibor, na Polónia, onde foi guarda do final de Março de 1943 até Setembro desse mesmo ano.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!