Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Ensino pré-escolar passa da ideia à prática em 10 distritos moçambicanos

Mais de 84 mil crianças, de zero aos cinco anos de idade, começam a frequentar o ensino pré-escolar nos distritosde Manhiça e Boane (Maputo), Xai-Xai e Mandlakazi (Gaza), Angónia e Changara (Tete), Eráti e Memba (Nampula) e Macomia e Chiúre (Cabo Delgado).

O projecto-piloto que era propalado desde 2014 foi lançada na última sexta-feira (17), em Maputo, e será implementada em todo Moçambique, devendo abranger 600 comunidades até 2017, segundo o Ministérioda Educação e Desenvolvimento Humano, que indica que o acesso aos serviços da primeira infância no país é muito baixo (cinco porcento).

Antuía Soverano, directora nacional do ensino primário, disse que se pretende assegurar que todas as crianças, desde o nascimento até aos cinco anos de idade, desenvolvam habilidades que lhes permitam chegar à escola já com competências comunicativas, saber segurar um lápis e ter mais facilidade de intervenção.

Os petizes serão subdivididos em dois subgrupos: o primeiro, dos zero aos dois anos, a criança vai ter educação parental (sobre saúde, alimentação, controlo do peso, importância das vacinas e do registo de nascimento) e, o segundo, dos três aos cinco, inclui a educação nas escolinhas.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!